Maurício Prado diz que Flamengo deveria buscar Renato Gaúcho ou Vojvoda: “Pior que está, não vai ficar”

Para Renato, o clube deveria entregar o comando provisoriamente para Maurício Souza, enquanto busca um técnico.

Foto: Divulgação

UOL: Com a crescente pressão em cima de Rogério Ceni, aumentam as especulações sobre o futuro do treinador do Flamengo. Criticado pelas escolhas que fez na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, nesta quarta-feira (7), o treinador convive com a ameaça de demissão e com a sombra de Renato Gaúcho, livre no mercado.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte – com os jornalistas Vinícius Mesquita, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e José Trajano – os comentaristas discutiram o momento atual de Ceni e deram seus palpites sobre quem deveria ser o treinador da equipe caso o ex-goleiro seja realmente demitido.

Para Renato, o clube deveria entregar o comando provisoriamente para Maurício Souza, treinador do sub-20 que esteve à beira do campo enquanto Rogério se recuperava da covid-19.

“Enquanto não resolve esse imbróglio, dá [o time] para o Maurício. O maior problema agora não é quem vai treinar, mas quem tem que deixar de treinar. Tira o Rogério, dá para o Maurício, e aí senta com calma com o Renato [Gaúcho] para aparar as arestas. Também botaria o Renato, não tem problema. Ou iria no técnico do Fortaleza, o [Juan Pablo] Vojvoda”, afirmou.

Já Marluci acha que a solução seria acertar logo com Renato Gaúcho.

“Ceni nunca chegou perto do que foi a passagem do Jorge Jesus, que só falta fazerem uma estátua. Não há necessidade de o Flamengo recorrer a um técnico da sua base para treinar o profissional. Vejo um treinador que tem a cara do Flamengo, que é o Renato Gaúcho. Com certeza, ele está louco para o telefone tocar, se é que não tocou. Ele merece esse voto de confiança pelo que fez no Grêmio. Ele vai conseguir puxar esse grupo para ele porque é um motivador. Tem um bom estafe, e esse pessoal pode fazer do Flamengo de novo um time vencedor. Falta um treinador com essa empatia que o Rogério realmente não tem”, avaliou.

Embora seja favorável à contratação de Renato Gaúcho, Renato salientou que o técnico não conta com a simpatia de parte da diretoria do Flamengo. Por isso, ele acha que um provável acordo não sairia de forma tão imediata.

“O problema é que há uma divisão na diretoria do Flamengo em relação ao Renato Gaúcho. Metade acha que está na vez dele, que é um técnico que evoluiu muito e poderia fazer esse time voltar a ganhar. Mas tem outra metade rancorosa que não engoliu até hoje a recusa dele ao próprio Flamengo no início de 2019. Muita gente na diretoria ficou magoada com isso, e na própria torcida também”, apontou o colunista.

Trajano foi categórico ao ser questionado se o Flamengo não deveria buscar um técnico estrangeiro.

“Acho que é o Renato mesmo. Apesar de gaúcho, tem cara mais carioca à mão do que o Renato? Dirigente tem que pensar no clube, no time, na saída do inferno em que o Flamengo está se metendo. Vamos deixar isso de magoadinho de lado. Você acha que já não tem gente já conversando com o Renato? Não dá para ficar inventando também toda hora técnico argentino, português, chinês, japonês”, observou.

Renato reforçou sua ideia de que Ceni deve ser demitido logo:

“Quanto mais tempo ficar, mais vai feder. O Flamengo tem larga história de demitir técnicos e botar interinos e ter sucesso. Demite o Rogério, coloca o Maurício e começa a pensar. Aí vou lá no Fortaleza tirar o Vojvoda, ou vou no Athletico tentar o português [António Oliveira], que está fazendo um bom trabalho, ou vou na Argentina. Pior do que está com o Rogério, não vai ficar”, frisou.

Para Trajano, uma coisa é certa: Rogério não tem vida longa no Flamengo.

“Acho que não combinou desde o início. A maneira do Rogério ver o futebol, de se comportar, de se vestir, de conviver com o Flamengo, com a torcida, com o elenco. Acho um caso perdido. Isso vai se arrastar. A torcida não tem mais paciência com ele. Até teve algumas conquistas, mas nada vai ser perdoado para o Rogério. É um casamento que não deu certo. Tem que haver um divórcio, que vai acontecer já, já. Enquanto isso, o Renato está na praia, esperando tranquilo o desenlace desse casamento. Foi uma contratação errada. O Rogério não sabe se comportar como técnico do Flamengo, e o Flamengo não sabe conviver com o Rogério Ceni, que comete uma série de erros”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui