Flamengo é dominado pelo Atlético-MG e volta a perder no Brasileirão

Por: Paula Mattos: Flamengo e Atlético-MG entraram em campo na noite desta quarta-feira (07), às 19h (horário de Brasília), em jogo válido pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a ausência de Diego Ribas, lesionado, mas com os retornos de Arrascaeta e Isla, o Mengo foi até o Mineirão para buscar mais uma vitória na competição.

Com a ausência do camisa 10 e, também, de Gabigol e Everton Ribeiro, com a Seleção Basileira, Rogério Ceni mandou aos gramados a seguinte equipe: Diego Alves, Isla, Rodrigo Caio, Bruno Viana e Filipe Luís; Arão, João Gomes, Arrascaeta e Michael; Bruno Henrique e Pedro.

O JOGO:

O jogo começou pegado e, logo no primeiro minuto, após boa pressão na saída de bola do Atlético, Michael desarmou o adversário e cruzou na área, mas parou nas mãos de Everson. O Atlético respondeu com Tchê Tchê, que invadiu a área e tocou para Savarino finalizar, mas Diego Alves defendeu.

Aos quatro, o Flamengo errou na saída de bola com Bruno Viana e quase permitiu o gol do Atlético-MG. Savarino trabalhou com Hulk, que tirou de Filipe Luís e devolveu pro atacante finalizar por cima do gol. O Mengo não demorou a responder e, no lance seguinte, João Gomes invadiu a área e encontrou Pedro, que bateu firme, mas parou na defesa de Everson.

Os primeiros 20 minutos foram marcados por muita intensidade dos dois lados, com ambos os times buscando o ataque e querendo abrir o marcador. Em confronto equilibrado no Mineirão, o Flamengo pecava muito na saída de bola, principalmente com Bruno Viana, em noite para esquecer. Em contrapartida, contava com um Arrascaeta livre para se movimentar, e apostava na velocidade de Michael pelos lados. O Atlético também cadenciou e concentrou suas ações na construção pelo meio de campo, tentando aproveitar a ausência da posse de bola rubro-negra.

O primeiro tempo se encerrou com 45% de posse de bola para o Flamengo, que finalizou oito vezes e acertou 217 passes.

O Flamengo já voltou do intervalo com duas substituições: Rogério Ceni tirou Bruno Viana, que errou tudo, para a entrada de Hugo Moura. Com a alteração, Willian Arão retornou para a zaga. Além disso, o treinador também tirou Isla para a entrada de Matheuzinho.

As substituições de Ceni, apesar de teoricamente parecerem certas, não surtiram efeito. E o Flamengo sofreu dois gols em dois minutos, aos cinco e aos sete. Em ambos os lances, falhas consecutivas do sistema defensivo. Reinício de segundo tempo com pressão total do Atlético-MG, que quase fez o terceiro gol aos 13 minutos, mas parou em defesa salvadora de Diego Alves.

Segundo tempo totalmente dominante do Atlético, que marcou dois gols e envolveu o Flamengo, que não parecia encontrar opções para tentar esboçar qualquer reação. Correndo atrás do adversário, o Mais Querido demonstrava cansaço e não conseguia acompanhar o rival.

Aos 27 minutos, um respiro do Fla. João Gomes rolou para Arrascaeta, que chutou bonito da entrada da área, mas a bola foi para fora. Na sequência, substituição dupla de Ceni: tirou Filipe Luís e Michael para as entradas de Renê e Muniz.

Pouco após sua entrada, Rodrigo Muniz tentou criar algumas oportunidades, e teve uma boa chance aos 31. Matheuzinho cruzou e ele subiu livre para cabecear, mas parou na defesa de Everson. Pouco depois, aos 36, mais uma de Rodrigo Muniz. Em busca de um gol de consolo, Arrascaeta cobrou falta e jogou a bola na área para mais um cabeceio de Muniz, sem sucesso.

Aos 42 do segundo tempo, o Flamengo, enfim, encontrou um gol. Renê cobrou escanteio e Arão subiu para cabecear, sem chances pro goleiro Everson. Aos 45, QUASE O EMPATE! Arrascaeta tabelou com Muniz e entrou livre na área para chutar, mas bateu em cima do goleiro adversário. Que chance perdeu o Flamengo! Sem mais surpresas no Mineirão, o Atlético-MG venceu o duelo por 2 a 1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui