“Ceni não consegue gerar mudanças no time durante a partida”, diz jornalista

Uma das principais criticas a Ceni é a queda de rendimento do Flamengo no segundo tempo dos jogos.

Técnico Rogério Ceni – Foto: Alexandre Vidal

DIÁRIO DO FLA: O Flamengo faz um início de Campeonato Brasileiro inconstante nesta temporada. Em sete jogos, o Rubro-Negro somou quatro vitórias e três derrotas, incluindo o clássico contra o Fluminense. A irregularidade do Fla nas últimas semanas, aumentou a insatisfação da torcida com técnico Rogério Ceni. Os jornalistas Diogo Dantas, do jornal ‘O Globo’ e Rodrigo Coutinho, do ‘UOL Esporte’, falaram sobre o desempenho do comandante do Mais Querido.

“O grande pecado do Ceni na minha opinião é como ele trabalha durante as partidas. Como ele vê os jogos a partir do momento em que o juiz apita o início dos confrontos. Ele não consegue interpretar as dificuldades que o time tem nas partidas e gerar mudanças para melhorar o desempenho. Os atletas não conseguem entender a mensagem que ele tenta passar ali à beira do campo”, disse Diogo Dantas, que complementou:

“Todo o processo gera um desgaste alto, ele não mede palavras nas coletivas, durante os jogos e gera insatisfações pelos resultados insuficientes em alguns jogos. A gente um Flamengo muito frágil prestes a jogar as oitavas da Libertadores. Refém das principais estrelas. O Ceni vive um momento desafiador. As próximas duas semanas serão decisivas para o futuro do Rogério no Flamengo”, emendou o jornalista.

Desde que chegou ao Flamengo no fim do ano passado, Rogério Ceni soma 44 jogos pelo Flamengo, com 23 vitórias. Com Ceni, O Flamengo conquistou um Campeonato Brasileiro, uma Supercopa do Brasil e um Campeonato Carioca. Contudo, mesmo com os títulos, o comandante é questionado no cargo. Uma das principais criticas a Ceni é a queda de rendimento do Fla no segundo tempo dos jogos. Nesta quarta, o Rubro-Negro encara o Atlético-MG.

“Ceni não tem parcela de culpa nenhuma nas últimas derrotas do Flamengo. Não houve erro na escalação do time em nenhum dos três jogos que o time perdeu, nem nas substituições. Contra o Bragantino, ele tentou ganhar o jogo e tinha poucas opções no banco. Contra o Fluminense, o time jogou melhor a maior parte da partida e as alterações infelizmente não surtiram efeito. E o Juventude foi um jogo a parte”, disse Rodrigo Coutinho.

“Não quero acreditar que o Flamengo vai mandar o Rogério Ceni embora agora. Seria um grande erro. Ele faz um bom trabalho. A torcida simplesmente não gosta dele, da figura do Ceni. Fica a todo momento o comparando ao Jorge Jesus. O Flamengo do Rogério Ceni joga o melhor futebol do país. O time evoluiu na bola aérea e transição defensiva, então uma demissão do Rogério Ceni agora eu acho que seria um completo absurdo”, complementou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui