Proposta do Atlético de Madrid por Rodrigo Muniz é de R$ 30 milhões

Além de Genk, da Bélgica, o Al Nasr, dos Emirados Árabes, e o Atlético de Madrid formalizaram propostas ao Flamengo para contratar o atacante.

Rodrigo Muniz, do Flamengo – Foto: Divulgação

O DIA: POR VENÊ CASAGRANDE

O atacante Rodrigo Muniz está em alta no mercado da bola. Além de Genk, da Bélgica, Al Nasr, dos Emirados Árabes, e Atlético de Madrid, da Espanha, formalizaram ofertas ao Flamengo para contratar Rodrigo Muniz. A do time belga foi rejeitada pelo próprio atacante, que entendeu que a base salarial não era vantajosa. A proposta do clube dos Emirados foi noticiada pelo Jornal O Dia no dia 22 de junho e a dos espanhóis foi noticiada primeiro pelo Jornal Extra.

A reportagem apurou os valores das ofertas dos três clubes ao Flamengo para ter Rodrigo Muniz:

Al Nasr: 4 milhões de euros, em torno de 24 milhões de reais, por 60% (Flamengo analisará junto com os empresários; a oferta salarial é milionária: 21 milhões de reais por três anos de contrato, além de bônus por gol e assistência, e casa e carro pagos pelo clube)

Atlético de Madrid: 5 milhões de euros, cerca de 30 milhões de reais, por 80% (Rubro-Negro analisará junto com os empresários; a oferta salarial é “bem avaliada”, e os agentes já deram “ok” para o negócio, mas a diretoria ainda não)

Diante do assédio de vários clubes e com propostas oficiais na mesa, representantes da empresa que agencia Rodrigo Muniz chegaram ao Rio de Janeiro e vão acompanhar a situação do atacante, que recebeu propostas oficiais nos últimos dias de clubes do exterior, de perto. A ideia é blindar o jogador e se reunir com o Flamengo.

A ideia de blindar é evitar que outros agentes tentem “atravessar negócios”. Recentemente, o escritório do empresário Giuliano Bertolucci conversou com pessoas ligadas a Muniz e disse que teria oferta do Almería, da Espanha. O clube espanhol, oficialmente, nega interesse no atacante.

O futuro clube de Rodrigo Muniz ainda é uma incógnita, mas o que há de certo é: Flamengo quer vender o atacante, e os representantes do atleta querem tirá-lo do Rubro-Negro. O jogador, ainda com salário baixo, é o único dos jovens promovidos recentemente que não recebeu valorização nos vencimentos.

Com contrato até 2024, a multa rescisória de Rodrigo Muniz para o mercado nacional é considerada baixa, 42 milhões de reais. Para o exterior, o montante é 50 milhões de euros, em torno de 300 milhões de reais.