Flamengo aguarda definição de Renato Augusto com Beijing Gouan para avançar nas negociações

Renato Augusto tem contrato até o fim de 2021 e cláusula de renovação por mais dois anos automaticamente se for de interesse do Beijing. Até o momento, os chineses não manifestaram o desejo e a partir desta quinta-feira o volante está livre para assinar pré-contrato com quem desejar.

Renato Augusto no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO ESPORTE: Por Cahê Mota e Fred Huber

Em briga de clube e jogador, ninguém mete a colher, mas observam de longe doidos pela separação. A analogia com o dito popular serve para exemplificar a posição do Flamengo a respeito de Renato Augusto. O interesse é óbvio, seja pela qualidade técnica ou pela identificação. No entanto, qualquer movimento só se dará após o meio-campista definir a vida com o Beijing Gouan.

Pessoas próximas a Renato Augusto acreditam que o litígio é o caminho mais provável. Sem poder entrar na China por questões sanitárias devido ao Covid-19, o jogador está no Brasil desde o início do ano mantendo a forma física e não tem previsão de retorno ao clube que detém seus direitos. Nesse imbróglio, há cinco meses de atraso de salários e são remotas as chances de renovação com os chineses.

A situação é a seguinte: Renato Augusto tem contrato até o fim de 2021 e cláusula de renovação por mais dois anos automaticamente se for de interesse do Beijing. Até o momento, os chineses não manifestaram o desejo e a partir desta quinta-feira o volante está livre para assinar pré-contrato com quem desejar.

O contrato em vigor envolve altos valores livres de impostos e Renato Augusto não se opõe à renovação até o fim de 2023. O comportamento dos chineses, por sua vez, indica o fim da parceria e o brasileiro conversa com seus empresários alternativas para um litígio sem abrir mão do que tem a receber desde fevereiro. Uma ação na Fifa não está fora dos planos.

O Beijing Gouan é um dos clubes chineses que sofreu mais com os impactos econômicos da pandemia e vê o reflexo dentro de campo. Apenas quinto colocado em seu grupo no campeonato local, o time foi goleado por 7 a 0 pelo Kawasaki Frontale em casa na Liga dos Campeões da Ásia.

O Flamengo está ciente de toda situação e monitora atentamente. O clube não vai se indispor com o Beijing Gouan em uma possível briga judicial, mas já deixou claro para Renato que as portas estão abertas a partir do momento que a situação for resolvida e ouviu que voltar ao time do coração também é prioridade.

À espera da definição de Renato em sua relação com os chineses, o Flamengo segue firme no mercado. Há conversas em andamento com Chelsea e Lyon pelas contratações de Kenedy e Thiago Mendes para a disputa do Brasileirão, da Libertadores e da Copa do Brasil. A situação de Renato Augusto corre em paralelo e não inviabilizaria os outros reforços.

Em briga de clube e jogador, o Flamengo torce pela separação cheio de amor para dar.