Flamengo exige e CBF terá de arcar com custos de confronto contra o Fluminense na Arena Corinthians

O acordo foi feito depois que a CBF decidiu realizar a Copa América no Rio de Janeiro, inviabilizando o Flamengo de utilizar o Maracanã.

Gabigol comemorando gol em Corinthians x Flamengo – Foto: Alexandre Vidal

O DIA: POR VENÊ CASAGRANDE

Sem o Maracanã, que está cedido à Conmebol para a final da Copa América, o Flamengo busca alternativas para mandar o jogo contra o Fluminense no dia 4 de julho, pelo Campeonato Brasileiro, às 16h. Uma das possibilidades é a Neo Química Arena, do Corinthians. O que faz a diretoria querer o estádio paulista é que o clube tem um acordo com a CBF que prevê que a entidade terá que bancar os custos com logística e aluguel do campo que o Rubro-Negro terá para mandar o duelo com o Tricolor.

A informação do interesse do Flamengo em mandar o jogo contra o Fluminense na Neo Química Arena, do Corinthians, foi noticiada primeiro pelo Globoesporte.com e confirmada pelo Jornal O Dia.

O acordo foi feito depois que a CBF decidiu realizar a Copa América no Brasil (e no Rio de Janeiro), inviabilizando o Flamengo de utilizar o Maracanã do dia 24 de junho ao dia 10 de julho. O Rubro-Negro, entretanto, será afetado apenas em uma partida, contra o Tricolor. Os demais duelos durante esse período serão fora de casa, contra Juventude (já aconteceu), Cuiabá e Atlético-MG.

A Portuguesa-RJ, através do presidente do clube, Marcelo Barros, colocou o Estádio Luso-Brasileiro à disposição tanto do Flamengo quanto do Fluminense, mas a TV Globo, emissora que transmitirá a partida, vetou o local.

O Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, é plano B da diretoria do Flamengo, mas a cúpula entende que logística para mandar o jogo na Neo Química Arena e o estado do gramado são mais atrativos. O Rubro-Negro aguarda o “ok” da CBF para confirmar a logística nos bastidores.