Flamengo ainda vê Rodrigo Muniz como negociável, e aguarda propostas

No Flamengo, não há intenção de renovar ou aumentar o salário do atacante, que é considerado muito baixo.

Rodrigo Muniz e Ramon no Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

EXTRA GLOBO: Diogo Dantas

Em meio às reclamações com a CBF por ter perdido Gabigol e Pedro para a seleção brasileira, o Flamengo não se deu conta de que tinha um atacante capaz de suprir as ausências e ainda se valorizar para dar retorno ao clube dentro e fora de campo.

Rodrigo Muniz, de 20 anos, chegou a negar uma oferta do exterior já aceita pela diretoria rubro-negra e, com nove gols na temporada, os últimos diante de adversários de Série A (Coritiba, América-MG e Bragantrino), recebeu novas sondagens, que fazem o Flamengo rever o valor pedido para a venda, segundo a reportagem apurou.

Com multa de R$ 40 milhões para times do Brasil, o atacante sairia por R$ 30 milhões para o Genk, da Bélgica, mas a oferta salarial não agradou a Muniz e seus representantes. O atleta aguardou nova oferta bem acima, que não veio. E diante das últimas atuações, outras equipes entraram em cena e já prometeram enviar propostas mais vantajosas entre o fim de junho e julho, quando a janela de transferências se abre. Vale lembrar que para fora do Brasil não existe multa rescisória, é preciso haver negociação.

No Flamengo, que prepara o retorno de Pedro contra o Fortaleza, nesta quarta-feira, não há intenção de renovar ou aumentar o salário de Muniz, que é considerado muito baixo, uma vez que isso não vai alterar o patamar da multa rescisória.

Por isso, o clube aguarda uma nova proposta que o agrade e também satisfaça o jogador. O valor de cinco milhões de euros havia sido estipulado pela direção como suficiente para liberar Muniz. Mas agora o cenário mudou.

Mesmo que a tendência seja Pedro retornar ao time após se recuperar de Covid e tirar a titularidade de Muniz, tanto os empresários como o Flamengo acreditam que o jovem será útil na temporada. E a saída só acontecerá caso realmente chegue uma proposta atrativa de uma equipe com um bom projeto para o jogador na Europa.

Para jogar no Brasil, a multa é bem alta. E só Palmeiras, Atlético-MG e Red Bull Bragantino são vistos como destinos possíveis. Porém, nenhum deles sinalizou interesse e o Flamengo não deseja fortalecer um rival. Com os dois gols marcados diante do Bragantino, Muniz chegou a nove na temporada, mesmo número de Pedro, que deve reassumir a vaga de titular. Gabigol tem 15.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui