Zico defende Flamengo e detona a CBF: “Não à toa, três presidentes foram presos”

O ex-jogador foi crítico aos jogos e competições brasileiras ocorrendo simultaneamente a torneios disputados pela Seleção.

Ex-jogador Zico – Foto: Divulgação

TORCEDORES: Por Fabrício Carvalho

Pouco depois do STJD decidir pela manutenção do Brasileirão, Zico divulgou um vídeo em seu canal no YouTube para tecer críticas à postura da CBF. Nele, Zico foi crítico com jogos e competições brasileiras ocorrendo simultaneamente com jogos da seleção.

Sem pestanejar e falando diretamente, o ex-jogador disse ser totalmente favorável à paralisação do Brasileirão durante a Copa América, defendendo o mesmo pedido feito pela diretoria rubro-negra. Além de falar contra a realização dos jogos, o ídolo do Flamengo também aproveitou a oportunidade para criticar a sequência recente de presidentes da CBF, por serem “culpados” pela maratona de jogos nas temporadas.

“Em qualquer lugar do mundo, quando existe Data Fifa, os campeonatos principais não são jogados, porque os times e jogadores estão defendendo o país. O calendário pede isso. Então, tendo Copa América e ela sendo oficial, não poderia ter jogo do Campeonato Brasileiro. Aqui eles mesmos (CBF) desvalorizam a competição, por isso, vira uma bagunça. Em um dia você joga pela Seleção, em outro viaja para jogar a Copa do Brasil, depois já volta para a Seleção. Não tem o menor sentido isso, só no Brasil essas coisas acontecem. Não é à toa que a gente tem três presidente que foram presos, um está banido, agora, o outro está fora. Essa é a nossa CBF. Eu falo isso porque eu dou ‘porrada’ neles desde que eu jogava, fui até processado”.

O STJD enviou a decisão final quanto a paralisação do Brasileiro ao Pleno. Enquanto isso, a bola seguirá rolando. Neste domingo (13), o Flamengo entrará em campo no Maracanã para jogar a 3ª rodada do Brasileirão contra o América-MG, a partir das 16h.