“Quando o Gabigol esteve no cassino, o Flamengo não soltou nota”, critica Casimiro

O Flamengo emitiu comunicado afirmando que o atacante descumpriu determinação do clube e ainda esperava pela reapresentação do jogador.

Diego abraçando Gabigol – Foto: Alexandre Vidal

DIÁRIO DO FLA: A situação envolvendo a reapresentação de Gabigol no Flamengo virou pauta nos principais programas esportivos pelo país. Diagnosticado com um edema na coxa por médicos da CBF, o jogador não se reapresentou no Rubro-Negro para o duelo contra o Coritiba, pela Copa do Brasil. No ‘SBT Esporte Rio’, os comentaristas Casimiro Miguel e Pedro Certezas falaram sobre o assunto.

“Não dá pra entender porque ele tomou essa atitude deliberada desse jeito. Para mim foi falta de comunicação. É muito estranha essa situação. O Flamengo soltar uma nota expõe o jogador a uma situação que não era necessária. O clube tenta sempre blindar a imagem do jogador. Quando ele esteve no cassino, o Fla não soltou nota. E dessa vez foi ao contrário”, disse Casimiro.

O Flamengo questiona a gravidade da lesão de Gabigol por entender que, se o atacante está apto para defender a Seleção na Copa América, também poderia atuar contra o Coritiba, nesta quinta-feira. Nas redes sociais, o Flamengo emitiu comunicado afirmando que o atacante descumpriu determinação do clube e ainda esperava pela reapresentação do jogador com o elenco em Curitiba.

“Parece ter um atrito ali no meio. Não sei se entre clube e jogador ou clube e CBF. O Flamengo agora tem a obrigação de multar o maior jogador do elenco atual do clube. Não tem o que fazer. Se o Léo Pereira recebeu uma multa há algumas semanas, o Gabigol tem que receber também. Ou faz isso, ou vira hipocrisia, racha o elenco e perde autoridade. É questão de princípios”

O Flamengo entra em campo nesta quinta-feira, às 19h, em jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui