Gabigol pode se tornar o maior artilheiro de Libertadores por um só clube brasileiro

Entre os jogadores que mais marcaram gol por um único clube na Libertadores, o atacante do Flamengo já superou a marca de Pelé pelo Santos.

UOL: Rodolfo Rodrigues

Autor de um dos gols do empate do Flamengo, Gabigol chegou a marca de 17 gols pelo clube na Libertadores, se isolando na artilharia do Fla na história da competição, agora com um gol a mais que Zico.

Entre os jogadores que mais marcaram gol por um único clube na Libertadores, Gabigol superou também a marca de Pelé (que fez 16 gols pelo Santos), e agora está atrás de apenas dois outros: o ex-atacante Palhinha, que marcou 20 gols pelo Cruzeiro em 1975 e 1976, e o ex-atacante Célio, que fez 21 gols pelo Nacional do Uruguai entre 1967 e 1970.

Dos jogadores em atividade, entre todos os que mais marcaram por um único clube desde 1960, apenas Carlos Tevez tem mais gols. Carlitos marcou 22 gols em 70 jogos pelo Boca Juniors — ontem passou em branco na derrota para o Santos.

Gabigol, com apenas 21 jogos, tem uma excelente média de 0,81. Se pegarmos os 25 jogadores com 17 ou mais gols por um único clube na Libertadores, Gabriel Barbosa teria a 4ª melhor média, atrás apenas de Palhinha (0,95), Beto Acosta (0,95) e Salvador Cabañas (0,82).

Com dois jogos em casa nessa fase de grupos (LDU Quito e Vélez Sarsfield), além dos jogos da fase de mata-mata, Gabigol tem grandes chances alcançar Palhinha, com o brasileiro com mais gols por um único time brasileiro, e até chegar nessa marca de Célio, ex-atacante do Vasco, pelo Nacional-URU.

Outra marca que Gabigol pode melhor ainda nessa Libertadores é a dos brasileiros com mais gols pela Libertadores. Atualmente com 18 gols (tem 1 pelo Santos e 17 pelo Flamengo), Gabi está na 8ª posição ao lado de Marcelinho Carioca, Sérgio João (ex-Bolívar) e Tita. Acima dele, estão Guilherme (ex-Atlético-MG e Corinthians) e Ricardo Oliveira com 19 gols cada; Célio, Fred e Jairzinho (21 gols cada); Palhinha (25 gols); e Luizão (29 gols).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui