Flamengo avalia elenco em R$ 890 milhões

Segundo o documento, o valor do atual grupo de atletas profissionais do Flamengo atinge, em avaliação conservadora, R$ 890 milhões.

LANCE: Com as conquistas de sete dos 11 torneios disputados, 2019 e 2020 entraram na história do Flamengo como um dos períodos mais vitoriosos do clube. Os dois anos ainda ficarão marcados por uma mudança de postura no mercado e também pela forma como a diretoria lidou com os impactos da pandemia do coronavírus. Assim, o Conselho de Futebol divulgou um relatório detalhando as ações, resultados e números referentes à pasta nestes dois primeiros anos de gestão do presidente Rodolfo Landim, cujo mandato se encerra ao fim de 2021.

Entre as medidas tomadas em 2020, para lidar com os impactos da pandemia, estão destacadas as seguintes: venda e empréstimos de atletas; redução de salários e postergações de remunerações e imagens; redução de investimentos na base e no CT; e mudança na premiação de atletas, funcionários e comissão técnica. Segundo o Conselho, o resultado foi a economia total aproximada de R$ 30 milhões e “alívio” de R$ 50 milhões no caixa do ano com as postergações.

SALDO POSITIVO ENTRE VENDAS E CONTRATAÇÕES
Mesmo com o altíssimo investimento feito no elenco, com as contratações de Gabriel Barbosa, Arrascaeta e Rodrigo Caio, entre outros (confira os valores das principais contratações feitas pelo abaixo), o Flamengo teve saldos positivos nos dois anos entre saídas e chegadas de jogadores. De acordo com o documento, em 2019, o clube arrecadou R$ 299,8 milhões com vendas e empréstimos e gastou R$ 249,5 milhões, obtendo ganho de R$ 50,3 milhões.

Já em 2020, o saldo foi de R$ 22,7 milhões. Os investimentos no elenco alcançaram R$ 198,4 milhões, enquanto as receitas ficaram em R$ 221,1 milhões. Assim, o saldo positivo acumulado no período foi de R$ 73 milhões.

OUTRAS RECEITAS DO FUTEBOL DO FLAMENGO
Além das negociações de atletas, as principais receitas do futebol do Flamengo são provenientes de patrocínios e Sócio Torcedor, que, em 2019 e 2020, deram sequência ao crescimento histórico. Em 2013, as receitas foram de R$ 53 milhões e R$ 17 milhões, respectivamente. Já em 2019, R$ 80 milhões e R$ 62 milhões. Em 2020, R$ 98 milhões e R$ 62 milhões.

O valor arrecadado na última temporada é ainda mais significativo por conta do cenário econômico enfrentado devido à pandemia. Para manter a arrecadação com o programa de sócio torcedor, que sofreu grande redução no número de associados, o clube precisou reajustar os valores dos planos.

ATUAL ELENCO AVALIADO EM R$ 890 MILHÕES!
O valor de mercado estimado do elenco (ativo intangível) também foi detalhado pelo Conselho de Futebol. O valor contabilizado dos direitos de alguns atletas do elenco totalizam R$ 323 milhões. Contudo, esse valor é defasado do real valor do elenco. Segundo o documento, o real valor do atual grupo de atletas profissionais do Flamengo atinge, em avaliação conservadora, R$ 890 milhões.

MUITAS NEGOCIAÇÕES E DESONERAÇÃO MILIONÁRIA
Para conseguir montar (e manter) um elenco de tamanha capacidade e custos, o Conselho de Futebol destacou o trabalho de desoneração feito nos últimos dois anos. Foram 43 negociações (20 em 2019 e 23 em 2020) que resultaram em uma economia total de R$ 86,5 milhões ao longo desse período, e possibilitaram “um maior investimento em atletas que elevaram o nível de rendimento do elenco e também para adequação ao orçamento do clube.”

Os títulos do Flamengo no período:
– Campeonato Carioca de 2019 e 2020
– Campeonato Brasileiro de 2019 e 2020
– Copa Libertadores de 2020
– Supercopa do Brasil de 2020
– Recopa Sul-Americana de 2020

Maiores contratações do Flamengo no período*:
– Gabriel Barbosa (2020) – R$ 96,9 milhões
– Arrascaeta (2019) – R$ 81,6 milhões
– Gerson (2019) – R$ 64,9 milhões
– Michael (2020) – R$ 38,5 milhões
– Léo Pereira (2020) – R$ 34,3 milhões
– Rodrigo Caio (2019) – R$ 31,5 milhões
– Bruno Henrique (2019) – R$ 26,8 milhões

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui