Abel diz que arbitragem tirou o título do Internacional: “Estava direcionado só para um lado”

O Inter teve gols anulados e pênalti invalidade pelo VAR, mas a decisão mais polêmica para Abel Braga foi contra o Flamengo, na expulsão de Rodinei.

O DIA: Há pouco menos de um mês, o Internacional via escorrer pelas mãos a possibilidade de conquistar o título do Brasileiro. A equipe colorada chegou a liderar o Brasileiro até a penúltima rodada, porém, por um ponto, o Flamengo acabou conquistando o título da competição. O treinador Abel Braga falou sobre a perda do campeonato. Na opinião dele, a taça foi “tirada” do Beira-Rio.

“Tiraram. Eu não tenho nenhuma dúvida disso. Não estou dizendo que foi de maldade ou que são desonestos. Eu particularmente acho que o Claus está entre os melhores do país. Não é por aí, mas foi um prejuízo grande. Os erros foram somente direcionados para um lado, contra o Inter. Aí, vêm os analistas de resultados e falam que perdemos para o Sport. Mas o Flamengo também perdeu para o Ceará. Isso acontece com todos os times campeões. O difícil de acontecer é estar a 12 pontos do primeiro colocado, engrenar uma sequência de nove vitórias. Então eu penso assim, sem maldade, desonestidade, mas estava direcionado só para um lado”, afirmou em entrevista ao portal “globoesporte.com.”

O Internacional poderia ter sido campeão, caso tivesse vencido o Corinthians, na última rodada, em Porto Alegre. O Colorado teve gols anulados e um pênalti invalidade pelo VAR, no entanto, a decisão mais polêmica para Abel Braga aconteceu no jogo anterior, na “final” contra o Flamengo, quando Rodinei foi expulso, deixou o Inter com um a menos e o Rubro-Negro venceu a partida por 2 a 1 no Maracanã.

“Dói. Sempre que alguém comenta, principalmente os amigos, até pessoas que não torcem para o Inter, lamentam. Porque dessa vez foi de uma forma cruel, foi mais ou menos parecido com aquela do próprio jogo contra o Corinthians, na expulsão do Tinga. Porque todo mundo dava três equipes como grandes favoritas, e chagamos até a penúltima rodada com pontuação superior ao Flamengo. Aí, teve aquele lance absurdo da expulsão. E mesmo assim, não terminou, fomos para o último jogo. Teve o pênalti, gols anulados, bola na trave, uma série de situações que não se compreende. Vai somando isso, aí tu começas a fazer uma conexão: “Caramba, acabou o jogo em São Paulo”. Aí depois nós vimos, todos jogadores em grupos olhando pelo telefone. Fizemos eles sofrer um pouquinho. Mas não é isso que nós queríamos. Queríamos conquistar, vencer. É meu terceiro vice no Inter do Brasileiro, e a gente não conseguiu. Os caras mereciam, porque foi um time de caras dignos, time de operários, lutaram até o último minuto, mas infelizmente tiraram, eu considero, de forma absurda, ainda mais que depois o presidente relatou o que ele ouviu no VAR no jogo do Flamengo. Que ele disse que o Claus cita duas vezes “eu vi bola”, o bandeira numero 1 que estava na minha frente, ele responde: “Se você viu bola, é amarelo”. Aí, o VAR diz: “Não, teve sola, vem aqui olhar na câmera lenta”. O próprio jogador do Flamengo desmente que foi agressão. Mas dói, sempre vamos lembrar que chegamos a ficar 12 pontos do primeiro, que era o São Paulo. Daqui a pouco, estamos a dois jogos do fim, contra o segundo colocado, com um ponto na frente. Acho que estava muito próximo e óbvio que isso deixa marca”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui