Divisão de opiniões entre diretores emperra acerto do Flamengo com Rafinha

Uma parcela dos diretores do clube não apoiam a contratação do lateral, visando o seu alto salário (cerca de R$ 650 mil).

URUBU INTERATIVO: Por Cássio Alexandre

Com o fim da temporada 2020, as especulações sobre contratações e vendas, estão a todo vapor. Com isso, a negociação envolvendo o lateral direito, Rafinha, vem gerando um clima de expectativa dentro da Gávea.

Após longas conversas nos últimos dias, Flamengo e Rafinha chegaram a um acordo e o anúncio pode acontecer a qualquer momento. Porém, a repatriação do lateral, não é vista com bons olhos por uma parte da diretoria rubro-negra. Em informação divulgada pelo jornalista Venê Casagrande, do Jornal o Dia, uma parcela da cúpula do futebol rubro-negro não apoia a contratação do jogador, visando o alto salário que ex-camisa 13 flamenguista receberia.

Venê Casagrande ainda detalhou a folha salarial prevista para Rafinha na temporada. O salário ficaria em torno de R$ 650 mil e, assim, gerando um gasto de R$ 6,5 milhões no ano, o contrato seria até o fim da temporada, dezembro de 2021. Por conta do orçamento apertado do clube, parte da diretoria não concorda com a aquisição do atleta. Além disso, a lateral direita rubro-negra custaria quase R$ 14 milhões, já que o time já conta com o chileno Mauricio Isla, que recebe um alto salário.

Vale ressaltar, que Rafinha teve uma vitoriosa passagem pela Gávea, entre Julho de 2019 e agosto de 2020. Durante esse período, conquistou um campeonato carioca, uma Libertadores, Um Brasileirão, uma Supercopa do Brasil e uma Recopa Sulamericana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui