Com grana reduzida, Flamengo usa Carioca para testar garotos de olho no Profissional

Mateus Lima, do Flamengo – Foto: Divulgação

UOL: Leo Burlá

Mais do que o desafio imediato de encarar hoje (6) o Macaé, às 18h, no Maracanã, pela segunda rodada do Campeonato Carioca, os meninos da casa que iniciam a competição pelo Flamengo miram para o futuro.

Após a temporada 2019 recheada de craques consagrados, o Fla voltou a recorrer mais ao Ninho do Urubu em 2020. Na época do surto em massa da covid-19, nomes como Natan, João Gomes e Hugo apareceram para a torcida e se firmaram no elenco principal. Para este ano, a tendência é que o espaço aumente e mais jovens despontem se as chances forem aproveitadas.

Apesar do octa do Brasileiro, o Flamengo convive com um orçamento mais apertado e faz as contas na ponta do lápis. Sem poder de fogo para investir pesado, a ideia do clube é manter a base, fazer ajustes pontuais no grupo e suprir as demais necessidades com os talentos formados na casa.

“Pressão existe, principalmente no Flamengo. O nervosismo de quem sobe é comum, mas tive companheiros que me ajudaram. Como um dos mais experientes, estamos para ajudar os companheiros. Temos tudo para seguir firme e forte e ser campeão”, disse o zagueiro Natan, que completou:

“Eu acho que eu tenho de ter a humildade e os pés no chão. Trabalhar firme e forte e estar preparado para as oportunidades vierem quando o Rogério Ceni me chamar.”

O time que será comandado por Mauricio Souza receberá os reforços de Michael e Pepê, que voltaram antes do fim das férias e começam a encorpar o Fla. Na temporada passada, o meia foi um bom exemplo para aqueles que precisam mostrar serviço. Com contrato perto do fim e totalmente à margem, Pepê renasceu com Rogério Ceni, que pediu a extensão de seu vínculo. Foi bem nas oportunidades que teve e ganhou importância no grupo.

Outro que volta em busca de seu espaço é o volante Hugo Moura. Ante a concorrência no setor, o jogador foi emprestado para o Coritiba e retorna com a missão de carimbar seu lugar entre os astros. Incorporado desde o início da semana, ele deve começar jogando diante da equipe do Norte Fluminense.

Além destas caras mais conhecidas, promessas como Lázaro, Rodrigo Muniz e Daniel Cabral e Ramon também veem a caminhada pelo tricampeonato carioca como a trilha para desafios ainda maiores no clube. Com os astros fora de combate, a bola está com os garotos.

DEIXE UM COMENTÁRIO