Sormani diz que Flamengo deveria trocar Rogério Ceni por Jorge Jesus: “Não pensaria duas vezes”

O comentarista salientou que o Flamengo ganhou o Brasileirão 2020 no “bico do corvo”.

90 MIN: Após muitas incertezas, infinitas críticas da Nação Rubro-Negra e desconfiança de todos, Rogério Ceni conseguiu levar o Flamengo ao octa do Campeonato Brasileiro e ganhou o aval da diretoria para continuar no Mais Querido na temporada 2021. Porém, apesar da conquista, o Mito não superou o ceticismo de grande parte dos adeptos do clube e demais envolvidos no mundo da bola e segue sendo questionado.

Perguntado sobre o assunto, o comentário e jornalista Fábio Sormani, do Grupo Disney, não escondeu a falta de crença no atual técnico do Flamengo e garantiu que traria Jorge Jesus de volta para área técnica do clube.

“Eu trocaria o Rogério Ceni pelo Jorge Jesus. Eu já disse isso. Eu não vi, apesar do título [Campeonato Brasileiro de 2020], um grande trabalho do Rogério Ceni à frente do Flamengo. Ele reclamou, e com razão, que chegou, não teve tempo para trabalhar e já teve que dirigir o time contra o São Paulo. É verdade. Tudo isso é verdade. É muito importante ter tempo de trabalho, pré-temporada, arrumar o time, dar uma feição a ele ao jeito que você entende. Mas aquilo não foi possível e o Rogério Ceni teve semanas cheias para poder trabalhar o time e nunca conseguiu dar uma cara a esse time do Flamengo”, iniciou, antes de emendar:

“‘O Flamengo foi campeão Brasileiro?’ Foi. Mas esse título muito mais ‘caiu no colo’ do Flamengo do que o Flamengo conquistou dentro de campo. O Flamengo teve muitas dificuldades jogando esse Campeonato Brasileiro. Fez apenas 71 pontos. O Santos foi vice-campeão no ano passado (2019) com 74. Olha a diferença de campanha. O Flamengo foi campeão com mais de 90 pontos no ano passado. Veja a diferença de desempenho. É muito grande é brutal. E o elenco é praticamente o mesmo, se não for melhor ainda ao do ano passado”, completou.

Em seguida, Sormani salientou que o Flamengo ganhou o Brasileirão 2020 no “bico do corvo” e elencou os motivos que o fariam trazer o Jorge Jesus de volta ao Rio de Janeiro.

“Nas mãos do Jorge Jesus, a gente viu o Flamengo desempenhar um futebol que agradou a todos, inclusive o nosso continente. O Flamengo foi campeão da Conmebol Libertadores. Por isso, eu trocaria. Eu não pensaria duas vezes. O Jorge conhece o grupo. O grupo o conhece. Ele sabe como é a estrutura do Flamengo. Ele conhece a cidade. Já conhece o nosso campeonato. Conhece a nossa cultura. Conhece a nossa tradição, e principalmente a do Flamengo. Então, eu não pensaria duas vezes”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui