“Eu não consigo entender a raiva são-paulina, o Flamengo é meu clube hoje”, diz Rogério Ceni

Rogério Ceni admitiu que não consegue entender os são paulinos após exaltar a torcida do Flamengo em entrevistas.

ESPN: Ganhador do Bola de Prata ESPN como melhor técnico do Campeonato Brasileiro, Rogério Ceni admitiu que não consegue entender a raiva demonstrada pelos torcedores do São Paulo nos últimos dias nas redes sociais, após o treinador do Flamengo exaltar a equipe rubro-negra em entrevistas.

Em coletiva logo após levar a premiação da ESPN Brasil, Ceni exaltou as mais de duas décadas em que defendeu o Tricolor paulista como atleta, mas salientou que, neste momento, vive outra parte de sua vida.

“Eu não consigo entender o motivo (da raiva são-paulina). Trabalhei durante 25 anos no São Paulo, deixei minha vida lá dentro como atleta e fiz meu melhor todos os dias. Ninguém poderia esperar nada diferente de mim no meu trabalho no Flamengo”, afirmou.

“O Flamengo é meu clube hoje. É o time que eu trabalho e são as cores que eu defendo. Assim como foi no São Paulo, meu único clube na carreira de atleta. Passei 25 anos lá, tenho o maior orgulho disso. Assim como, nessa minha 2ª parte da vida como treinador, é meu direito trabalhar em um grande clube”, argumentou.

“Vejo que sempre vai existir um carinho muito grande com o torcedor do São Paulo, pelo menos da minha parte, pois foram muitos títulos e conquistas. É o mesmo número de conquistas que eu espero ter no Flamengo ao longo do tempo”, complementou.

Curiosamente, Ceni tem problemas na carreira de treinador justamente quando enfrenta o São Paulo, e, com o Flamengo no Brasileiro e na Copa do Brasil, não foi diferente.

O técnico rubro-negro lamentou mais um revés para o Tricolor na noite da última quinta-feira, mas lembrou que seu time dominou as partidas contra o rival, apesar dos resultados adversos.

“Nós fizemos bons jogos contra o São Paulo, bons primeiros tempos, dominando as partidas. Ontem foi um exemplo disso. O São Paulo não chutava, só a gente construía. Eles fizeram uma linha de cinco (defensores) muito bem feita, e, em uma falta, que deveria ter sido marcada para nós, fizeram o gol”, reclamou.

“Eu vejo que o Flamengo produz muito contra o São Paulo, mas não consegue converter essas chances em gol. Contra o São Paulo, não encaixou nosso jogo”, seguiu.

“Claro que eu queria ter fechado a campanha do título com vitória, mas não foi possível. Mas pontos corridos é isso: é campeão quem faz a melhor média de pontos em 38 rodadas”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui