Na coletiva, Rogério Ceni fala sobre a recepção da torcida antes do jogo: “Mostra toda a paixão”

Segue o líder! Em um duelo bastante acirrado, o Flamengo levou a melhor e venceu o Internacional de virada pelo placar de 2 a 1, no Maracanã. Com o resultado, o Mais Querido assumiu a liderança com 71 pontos, o segundo colocado agora e o time gaúcho que permanece com 69.

Após a partida, o técnico Rogério Ceni participou da coletiva de imprensa e respondeu às perguntas dos jornalistas.

Sobre a recepção da torcida do Flamengo antes do jogo:

É muito gostoso principalmente para mim que não pude viver isso ainda dentro do estádio. Mostra toda a paixão, o carinho que o torcedor tem pelo seu time.”

Sobre Rodrigo Caio e Gabigol:

“Rodrigo Caio que me consta foi um problema no tornozelo, o Gabriel sentiu um mal estar, ele falou comigo, pediu para sair ali. “

Sobre Arrascaeta:

“Ele é um jogador fundamental para gente, talvez de maior visão de jogo. Um 10 de origem. Teve frieza para fazer um gol, dar a assistência. É diferenciado, ele tenta muito, erra algumas, vem algumas vezes com dores no joelho, mas se entregando como pode.”

Sobre comemorar o título brasileiro no Morumbi:

O Morumbi faz parte da minha história, tenho um respeito muito grande pelo São Paulo. Eu gostaria de escrever também a minha história pelo Flamengo, é uma casualidade que seja no Morumbi.”

Sobre Gabigol ser decisivo:

“É um dos grandes jogadores do futebol brasileiro, perto da área se movimenta muito. Ele tem a frieza, esse ano talvez o índice tenha abaixado um pouco, mas talvez porque ele sempre está lá para finalizar.”

Sobre o Flamengo ser um time individual:

“A força do Flamengo vem do seu conjunto. Eu não sei de nenhum time que vence pela qualidade individual. Ele defende como um todo, ataca como um todo. Quando você tira um lateral e põe um atacante, isso é treinado. A jogada do segundo gol é uma jogada coletiva.”

Sobre Rodrigo Caio está lesionado e William Arão:

“Não há constatada a lesão do Rodrigo Caio, ele ainda vai fazer exames. O Arão eu estava no CT, não vi ele se machucando, vi o corte. Hoje ele quis jogar, tomou o analgésico mas na hora sentiu o pé. Temos esperança maior de poder contar com ele no próximo jogo.”

Sobre a preparação do Fla para o próximo duelo:

“Amanhã é 100% de recuperação, normalmente alguns atletas precisam de mais de um dia para recuperação. Vamos trabalhar também os jogadores que não jogaram. Vamos estudar o São Paulo.”

Sobre o João Lucas:

“Eu arrisquei tudo no jogo, joguei só com 3 de defesas, 4 camisas 10 e 3 atacantes. Naquele momento, eu preferi um lateral com melhor força defensiva, jogo aéreo. Eu precisava ter um jogador melhor na marcação.”

Fonte: FlaZoeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui