Número de gols de bola parada cresce no Flamengo

Diante de Vasco, Bragantino e Corinthians, foram dois gols de pênaltis, um nascido de escanteio, outro de falta e apenas um de bola rolando.

Foto: Alexandre Vidal

JOGADA 10: Quando um time faz muitos gols de bola parada, das duas uma: ou há falta de repertório ou este é um diferencial da equipe ou é mera coincidência. No caso do Flamengo, quatro dos últimos cinco gols foram assim, o que talvez indique a primeira opção. Diante de Vasco, RB Bragantino e Corinthians, foram dois gols de pênaltis, um nascido de escanteio, outro de falta e apenas um de bola rolando.

No primeiro tempo contra o Timão, aliás, foram duas grandes oportunidades: em uma, saiu gol, de Willian Arão. Na outra, Bruno Henrique parou na trave. Seja qual for a explicação, tais gols garantiram sete pontos (em 9 possíveis) para o Flamengo, que agora depende apenas de si para ser campeão. “Basta” vencer o líder Internacional, que tem um ponto a mais (69 e 68), no Maracanã, no próximo domingo, e o São Paulo, fora de casa, quatro dias depois (25).

Últimos gols do Flamengo:
Flamengo 2 x 1 Corinthians: Arão (de cabeça, após cobrança de falta) e Gabigol (bola rolando)
RB Bragantino 1 x 1 Flamengo: Gabigol (pênalti)
Flamengo 2 x 0 Vasco: Gabigol (pênalti) e Bruno Henrique (de cabeça, após cobrança de escanteio)