“Time do Flamengo dispensa comentários”, diz Thiago Galhardo

Thiago Galhardo projeta uma "final", já que o Internacional pode garantir o título em caso de vitória.

Em sua volta ao Internacional após seis jogos e uma negociação frustrada com o futebol árabe, Thiago Galhardo selou a vitória por 2 a 0 diante do Vasco com o segundo gol neste domingo, em São Januário, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O atacante, que voltou à artilharia do Brasileirão com 17 gols, ao lado de Claudinho, do Red Bull Bragantino, e Marinho, do Santos, comentou seu retorno ao time gaúcho. Ele dedicou o gol à sua avó, já falecida e a quem ele frequentemente homenageia, e parabenizou o grupo e Abel Braga pela importante vitória. O técnico completou 338 jogos pelo clube e é o recordista no quesito em sua sexta passagem pelo Beira-Rio.

“Eu brinquei que foi a volta dos que não foram. Uma negociação boa para o clube, para mim também, mas em nenhum momento quis sair. Clube que tenho conseguido grandes coisas, cheguei à seleção com esse grupo, não poderia ficar fora desses últimos três jogos decisivos. Independentemente do que vai acontecer, é um lindo caminho que trilhamos. Dedico à minha avó, já falecida, esse gol, tinha sonhado que eu e o Dourado marcaríamos. Fico feliz, quero parabenizar o grupo e o Abel, que chega a uma marca histórica como o treinador com mais jogos aqui”, disse.

Galhardo mostrou uma camiseta que vestiu por baixo da oficial com a imagem de Jesus e uma foto de sua avó. E também fez questão de levantar a camiseta para mostrar a tatuagem que fez no peito, perto do coração com nome, data de nascimento e de morte da avó.

Na penúltima rodada do Brasileirão, o Internacional encara o Flamengo, no Maracanã, no próximo domingo, às 16h. Thiago Galhardo projeta uma “final”, já que o time gaúcho pode garantir o título em caso de vitória.

“É uma final domingo que vem, contra um grande time do Flamengo. Acho que estamos preparados para ser campeões. Temos uma semana para focar no Flamengo, que é um time que dispensa comentários, um grande clube e será um grande jogo”, completou o atacante.

O Inter pode voltar a ser campeão brasileiro após 41 anos. Na busca pelo título, o time de Porto Alegre encara o Corinthians na última rodada do Brasileirão, no Beira-Rio. O time gaúcho pode ser tetracampeão, após as conquistas em 1975/1976 e 1979.

Rodrigo Dourado, autor do primeiro gol, contestado pelos vascaínos por possível impedimento, garantiu que o lance foi legal.

“Eu saí de trás e enfiei a cabeça. Não estava impedido”, garantiu. O problema é que o lance polêmico não pôde ser checado no VAR, que apresentou uma “descalibragem”, impedimento verificar a linha de impedimento. O fato gerou revolta entre por parte dos cariocas.

Fonte: Estadão