Arrascaeta é o único a atuar em todos os jogos com Ceni no Flamengo

Na série de 19 partidas disputadas em sequência, Arrascaeta foi titular em 17 delas.

LANCE: Desde que chegou ao Flamengo, há três meses, Rogério Ceni deu chance a 30 jogadores diferentes, mas apenas um deles esteve presente em todas as 19 partidas: Giorgian de Arrascaeta. Afastado de convocações, suspensões e lesões, o meia uruguaio se tornou figura certa nas escalações do treinador e está prestes a completar uma marca significativa camisa rubro-negra.

Na série de 19 partidas disputadas em sequência, Arrascaeta foi titular em 17 delas. As únicas duas em que ele começou no banco de reservas foram justamente as primeiras, contra São Paulo e Atlético-GO. Na época, ele tinha acabado de voltar de uma grave lesão muscular sofrida na Seleção Uruguaia, que o deixou fora dos gramados por um mês.

Na estreia de Rogério Ceni pelo Flamengo – a derrota por 2 a 1 para o São Paulo pela Copa do Brasil -, Arrascaeta começou no banco e e entrou no intervalo. Na partida seguinte, no empate contra o Atlético-GO pelo Brasileirão, ele entrou apenas na reta final do jogo e atuou por 15 minutos.

Desde então, são 17 jogos seguidos com o uruguaio sendo titular na equipe, com direito a quatro gols marcados. Em questão de minutagem, o uruguaio é o quarto mais utilizado por Rogério Ceni, apenas atrás de Bruno Henrique, Gerson e Willian Arão, que não disputaram todos os jogos, mas sempre foram titulares.

Neste domingo, diante do Corinthians, Rogério Ceni chegará a marca de 20 jogos à frente do Flamengo e novamente terá Arrascaeta à disposição. Além de manter essa sequência, o uruguaio poderá alcançar a marca de 100 jogos com a camisa rubro-negra, junto com Gabigol.

– Feliz demais por chegar nessa marca importante nesse clube, ainda mais conquistando coisas importantes. Tomara que a gente possa vencer esse jogo para ser um dia ainda mais especial – disse Arrascaeta, em coletiva na última quinta-feira.

COMPARATIVO ENTRE 2019 E 2020/21
Em 2019, na primeira temporada pelo Flamengo, o meia disputou 52 das 74 partidas da equipe, o que representa 70% do total. Dos 22 jogos perdidos no ano, a maioria foi por convocação à Seleção Uruguaia ou opção dos treinadores – apenas oito foram por lesão.

Na temporada atual, a média de partidas disputadas é um pouco superior. Dos 63 jogos da equipe principal, Arrascaeta esteve em campo em 47. Por outro lado, a principal causa das 16 ausências foram as lesões sofridas, que o tiraram de 11 confrontos.

AINDA LONGE DOS TOP-5 DE JOGOS E GOLS
Sem dúvidas, Arrascaeta entrou para a história do Flamengo como peça-chave dos seis títulos conquistados nos últimos anos: Cariocas de 2019 e 2020, Brasileiro de 2020, Libertadores de 2020, Supercopa do Brasil de 2020 e Recopa Sul-Americana de 2020. Ele, inclusive, já é o estrangeiro com maior número de títulos na história do clube, à frente de Berrío (5), Valido (4), Trauco (4) e Cuéllar (4).

No entanto, para entrar na lista dos estrangeiros que mais vestiram ou mais marcaram com a camisa do Flamengo, o uruguaio ainda tem um longo caminho pela frente. Com 29 gols em 99 partidas, o meia terá que praticamente dobrar as duas marcas para chegar ao Top-5.

Jogadores estrangeiros com mais partidas pelo Flamengo:
1- Modesto Bría (Paraguai) – 369
2- Sinforiano García (Paraguai) – 276
3- Doval (Argentina) – 263
4- Petkovic (Sérvia) – 198
5- Francisco Reyes (Paraguai) – 196

Jogadores estrangeiros com mais gols pelo Flamengo:
1- Doval (Argentina) – 94
2- Jorge Benítez (Paraguai) – 74
3- Petkovic (Sérvia) – 57
4- Sidney Pullen (Inglaterra) – 49
5- Augustín Valido (Argentina) – 44