Quem sairá do time titular do Flamengo para entrada de Diego e Rodrigo Caio?

O bom desempenho de Gustavo Henrique faz com que a tomada de decisão não seja tão óbvia.

Foto: Alexandre Vidal

GLOBO ESPORTE: Dois reforços de peso, muita experiência à disposição e um leque de opções para fazer valer a semana livre para treinos no Flamengo que encara o Corinthians. Recuperados de lesões, Rodrigo Caio e Diego estão em reta final de trabalho da forma física e a expectativa é de que fiquem à disposição para o jogo de domingo, no Maracanã. Resta saber como Rogério pensa em utilizar os dois.

Sem João Gomes, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Bragantino, uma vaga está disponível no meio de campo. Já a outra passa diretamente pela permanência ou não de Willian Arão na função de zagueiro. O que era surpresa seis rodadas atrás virou solução para o questionado setor defensivo e obriga Rogério Ceni a quebrar a cabeça.

A lógica indica para a mesma formação que iniciou a partida contra o Palmeiras, em Brasília. Foi ali que Arão iniciou pela primeira vez como zagueiro, tendo Rodrigo Caio como companheiro. Diego e Gérson fizeram a dupla de volantes. O bom desempenho de Gustavo Henrique, por sua vez, faz com que a tomada de decisão não seja tão óbvia.

O zagueiro de 1.96m entrou em campo ainda no primeiro tempo e não saiu mais. São seis partidas ao lado de Willian Arão, três sem sofrer gols, e uma confiança crescente. Além disso, com Gustavo Henrique o Flamengo ganha força no jogo aéreo.

Para o duelo com o Corinthians, as opções de Rogério são as seguintes: não mexer na defesa, colocar Diego no meio e Rodrigo Caio começar no banco. Colocar Rodrigo Caio ao lado de Gustavo Henrique, avançar Arão para posição de origem e deixar Diego fora. Repetir a escalação inicial do 2 a 0 sobre o Palmeiras. Ou, a menos provável, colocar Arão na reserva.

A tomada de decisão passará muito pela condição física da dupla, que fez trabalho de transição para melhorar o condicionamento físico na reapresentação do elenco, terça-feira, no Ninho do Urubu. A expectativa é de que sejam liberados em breve para atividades com os companheiros.

A situação de Diego é menos preocupante. Suspenso contra o Bragantino, o meia torceu o tornozelo no clássico com o Vasco e teve um período curto de inatividade. Já Rodrigo Caio, que foi pai no último domingo, não joga há 20 dias.

Após a vitória sobre o Vasco, Rogério falou da subida de produção da equipe e elogiou as performances de Diego como volante e Willian Arão na defesa:

– São no mínimo dois (camisas) oito para não dizer dois dez jogando no meio de campo (Diego e Gérson). A qualidade da posse, do controle de jogo, passa muito, sem dúvidas, por ter dois volantes dessa qualidade, mas especialmente por ter trazido o Arão para trás na ausência do Rodrigo Caio.
Com 65 pontos, o Flamengo é vice-líder do Brasileirão e encara o Corinthians, domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 36ª rodada. Com um jogo a menos e um ponto a mais, o líder Inter recebe o Sport, nesta quarta-feira, às 19h, no Beira-Rio.