Dirigente explica por que o Flamengo não exerceu direito de compra de Guilherme Bala

O Flamengo decidiu não exercer o direito de compra de Guilherme Bala e o atacante retornou de empréstimo ao Madureira. O jogador, que chamou a atenção da torcida após boa atuação no jogo contra o Palmeiras no primeiro turno, vivia a expectativa de continuar no clube. No entanto, os dirigentes rubro-negros esticaram a corda o máximo possível mas no final, optaram por não comprar o jogador.

Em conversa exclusiva com o Canal Flazoeiro, Marcos Braz disse que o Departamento de Futebol do Flamengo decidiu não comprar o Guilherme Bala porque o atleta era visto como um jogador de mercado. Havia uma proposta de um clube de fora para comprá-lo, inclusive. Como o clube de fora tirou a proposta, o Mais Querido decidiu não comprar o atleta do Madureira, o deixando livre no mercado.

Destaque no sub-20, Guilherme Bala estreou pelo profissional do Flamengo no dia 29 de setembro, no empate diante do Palmeiras, no Allianz Parque. Posteriormente, o atacante entrou na vitória sobre o Independiente Del Valle, pela Libertadores, atuando apenas no segundo tempo.

Flazoeiro: Bruno Eduardo