Diego Alves desfalcou o Flamengo em quase 60% dos jogos na temporada

Goleiro sofreu nova lesão diante do Sport e é dúvida para enfrentar o Vasco

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

O goleiro Diego Alves tem se tornado figurinha carimbada no departamento médico do Flamengo. Na última quarta-feira (1º), o camisa 1 voltava a campo após uma parada de 42 dias por conta de uma lesão na coxa e deixou o gramado da Ilha do Retiro aos 17 minutos do segundo, sentindo dores no local novamente.

Convivendo com diversos problemas físicos, o goleiro, que renovou contrato com o Flamengo no final de 2020, participou de menos da metade dos jogos do rubro-negro na temporada. Ao todo, Diego Alves esteve em campo em 28 dos 65 jogos que o clube disputou. Ou seja, o camisa 1 ficou de fora de 45% das partidas.

O experiente jogador começou a ter problemas em agosto, no duelo contra o Santos. Ali ele teve uma lesão no tendão do ombro, que o tirou de campo por 45 dias. No meio da recuperação, o goleiro ainda contraiu Covid-19.

Sem sequer entrar em campo, o camisa 1 sentiu dores no joelho ao voltar aos treinos e ficou de fora por mais um tempo. Além disso, Diego Alves ainda amargou a reserva em cinco jogos quando voltou a ser relacionado, devido à boa fase de Hugo Souza. Entre setembro e novembro, o titular da meta rubro-negra somou 72 dias fora dos gramados.

Em meio às polêmicas sobre sua renovação de contrato, Diego conseguiu emplacar uma sequência de sete jogos seguidos no gol do Flamengo, até que, após o jogo contra o Bahia, teve uma lesão na coxa, que o tirou das últimas sete partidas da equipe no Brasileirão.

Após a vitória por 3 a 0 sobre o Sport, a assessoria de imprensa do Flamengo informou que Diego Alves voltou a sentir dores no músculo posterior da coxa (o mesmo que havia tirado o goleiro dos últimos sete jogos). Ele passará por exames na manhã desta terça para identificar se há lesão no local.

Fonte: Hashtag Rubro negro