Gabigol fala em alcançar número de gols de Zico: ‘Se eu ficar mais uns 5 anos’

Gabigol volta a viver um grande momento vestindo a camisa rubro-negra

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo


Ao marcar o gol da virada na goleada por 4 a 2 do Flamengo contra o Grêmio, Gabigol empatou com Nunes e se consolidou no top 5 de maiores artilheiros do rubro-negro na história do Campeonato Brasileiro.

Pelo Mengo, Gabi já fez 34 gols na competição nacional, e falta pouco para ultrapassar Bebeto e Romário. Por ter alcançado essa marca, o camisa 9 disse em tom de brincadeira que dá para se igualar ao Zico (que tem 135 gols), se permanecer por mais tempo na Gávea.

‘Dá para buscar o Zico, né. Se eu ficar por ai mais uns cinco anos. Tenho 24 ainda, Zico jogou muito tempo no Flamengo e espero que também possa acontecer isso comigo, então vamos ver. Mas como falei, por etapas”, disse o artilheiro em participação no quadro Resenha, da Fla TV.

Confira os números
Zico – 135 gols
Bebeto – 41 gols
Romário – 37 gols
Gabigol – 34 gols
Nunes – 34 gols

Grêmio 2 x 4 Flamengo | O dia de Gabigol

O jogo começou com as duas equipes se estudando, e a primeira grande chance do Flamengo foi aos 11 minutos: Gabigol recebeu uma bola longa enfiada, ficou “cara a cara” com Vanderlei e obrigou o goleiro a fazer uma boa defesa. Aos 17, cruzamento na área do Grêmio, Gustavo Henrique venceu o Kannemann, e Matheus Henrique salvou para os mandantes em cima da linha.

A partir dos 20, o Grêmio começou a tomar as ações do jogo e levou perigo pelos lados com Ferreira e Alisson. Porém também na velocidade, o Flamengo voltou a incomodar os gremistas: no minuto 30, Gabigol recebeu na esquerda, e Vanderlei salvou o que seria o primeiro gol do jogo. Aos 35, o camisa 9 foi lançado pelo Everton Ribeiro e perdeu outra grande chance, agora com a perna direita. No entanto, quem abriu o placar foi o Grêmio: cruzamento do lado direito, e Diego Souza subiu sozinho para abrir o placar: 1 a 0 Grêmio.

Na etapa complementar, Rogério Ceni voltou com a mesma equipe, e nos primeiros 10 minutos o rubro-negro dominou o jogo, porém sem criar uma grande chance de gol. O empate veio logo aos 12: Gabigol recebeu na esquerda, cruzou e Everton Ribeiro deixou tudo igual: 1 a 1. A virada veio dois minutos depois: Gabigol recebeu por dentro, e finalizou sem chances para Vanderlei: 2 a 1 Flamengo. Aos 17, o Mais Querido teve a chance de ampliar: Arrascaeta limpou dois, ficou de frente com o goleiro e chutou para fora. Outra chance desperdiçada pelo Flamengo no minuto 18: Bruno Henrique ganha da marcação, cruza para o meio, Everton Ribeiro finaliza e Diogo Barbosa salva em cima da linha.

E o terceiro gol veio aos 20: grande jogada do Gerson pelo meio, lançamento pro Bruno Henrique, que rolou para Gabigol cruzar para o meio e Arrascaeta balançar as redes: 3 a 1 Flamengo. Ceni mexeu no minuto 23: saiu Diego Ribas para a entrada do jovem João Gomes.

O Grêmio voltou para o jogo aos 40. De falta, Diego Souza diminuiu placar com a falha de Hugo Souza. Preocupado, Ceni sacou Gabigol para a entrada de Pedro e saiu Arrascaeta para o ingresso de Pepê. O quarto do Flamengo veio com Isla: Vitinho tocou para o chileno sozinho, que fez o quarto gol aos 47: 4 a 2 Flamengo.

Fonte: Mundo Rubro negro

DEIXE UM COMENTÁRIO