Gabigol fica incomodado com Rogério Ceni e ‘bastidores’ esquentam no Flamengo

O comandante flamenguista é muito questionado pela torcida e o clima internamente após a última coletiva também chama atenção

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Gabigol está na história do Flamengo para sempre, independentemente do que vir a acontecer no futuro. O atacante foi responsável “apenas” pelos dois gols do Rubro-Negro na final da Libertadores de 2019, tendo seu nome é aclamado e reverenciado por mais de 42 milhões de torcedores do Mais Querido do Brasil.

Nessa temporada, o camisa 9 teve uma série de contusões que fizeram seu rendimento cair um pouco e ficar de fora de jogos decisivos. Na eliminação nas quartas de final da Liberta, diante do Racing, o artilheiro não estava em campo. Muitos apostam que, com a presença do atleta, a história poderia ser outra.

+ Flamengo projeta iniciar Carioca 2021 com time sub-20

Com Ceni, Gabriel não completou nenhum jogo e foi reserva em algumas oportunidades. Fato que o incomoda, como ele mesmo já falou na sua última entrevista coletiva. Outra coisa que o deixou chateado nos últimos dias foi a declaração de Rogério para explicar que o camisa 9 não podem jogar juntos porque a dupla não faz a recomposição no lado de campo.

As palavras do comandante não caíram bem, como relatou a apuração do portal carioca “Extra-Online”. Assim, pode-se dizer que relação do comandante com o grupo já não tão maravilhosa como antes e os resultados dentro de campo contribuem para o clima nos bastidores ficar mais quente.

Ceni balança e se o time do Flamengo não vencer o Grêmio nesta quinta-feira (28), a situação se tornará insustentável e a mudança de treinador pode realmente acontecer antes do término do Campeonato Brasileiro.

Bolavip: Romário Júnior

DEIXE UM COMENTÁRIO