Técnico que livrou equipe da Série C diz que rejeitaria o Flamengo

Atual treinador do Guarani se mostra feliz no clube e revela que diria ”não” a uma oferta do Flamengo

O final da temporada se aproxima, e com ele, se iniciam as especulações sobre novos jogadores, treinadores e até dirigentes em determinadas equipes, e com o Flamengo não é diferente. O rubro-negro dificilmente continuará com Rogério Ceni à frente da equipe, e busca novas opções no mercado. No entanto, um nome que com certeza não será ventilado dentro clube é de Felipe Conceição, ex-Red Bull Bragantino e atualmente no Guarani.

Em entrevista recente à EPTV, emissora de TV afiliada à Globo, ”Tigrão” – como é conhecido, descartou uma possível ida para o Cruzeiro (onde teve seu nome especulado), e citou o Flamengo.

“Nem se o Flamengo [viesse], hoje não. Eu tenho a palavra com o presidente [Ricardo Moisés, do Guarani], eu vou cumprir. E além disso, da palavra e do ambiente que eu tenho com os atletas, da autonomia que eu tenho para trabalhar aqui, enfim, vários fatores que ajudam você a ser firme na posição, eu tenho os meus valores também e quero construir eles assim na minha carreira”.

O Guarani atualmente é o 13º colocado na Série B, sem chances de rebaixamento para a terceira divisão. Se Conceição não tem interesse em dirigir o Fla, o campeão da Uefa Champions League em 2004-05, Rafa Benítez, tem outro pensamento.

Em informação obtida pelo MRN, juntamente com o jornalista Mauro Sant’Anna, apuramos que o espanhol de 60 anos, contratou um escritório brasileiro para defender os seus interesses no Brasil. Enquanto não surge uma nova oportunidade no futebol europeu, o espanhol aceitaria uma proposta do Flamengo.

No entanto, o que impede a abertura da negociação, é que o Mais Querido só vai procurar um novo treinador quando Ceni for demitido. Outro entrave seria a questão financeira. Benítez gostaria de receber cerca de 700 mil euros por mês – R$ 4 milhões, e teria que abaixar sua pedida salarial em mais de 50%.

Fonte: Mundo Rubro negro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui