Escolha de Rogério Ceni, Rodrigo Muniz não tocou na bola contra o Athletico-PR

O atacante do Flamengo não tocou uma vez sequer na bola durante os 10 minutos que teve de jogo.

O Flamengo foi derrotado no último domingo (24) pelo Athletico Paranaense por 2 a 1 e ficou mais longe da conquista do octacampeonato. As mexidas do técnico Rogério Ceni foram muito criticadas pela torcida e imprensa. A maior parte dos comentaristas não entendeu, principalmente, a entrada de Rodrigo Muniz para a saída de Arrascaeta. Anteriormente, o comandante havia sacado Gabigol para colocar Pedro. O jovem da base não entrou bem na partida durante os minutos que esteve em campo.

Segundo o site SofaScore, o camisa 43 não tocou uma vez sequer na bola durante os 10 minutos que teve de jogo. Além disso, não interceptou nenhuma vez, não fez um desarme e também não cortou nenhum ataque do Athletico. Dessa forma, o atacante zerou todas as estatísticas do jogo. A falta de participação do atleta na partida só faz crescer a insatisfação dos torcedores com a ausência da dupla Pedro e Gabigol em campo. Os dois jamais estiveram juntos ao mesmo tempo em campo sob o comando de Rogério Ceni.

Essa tem sido uma constante nas participações de Rodrigo Muniz em campo. Em todas as vezes em que foi acionado, o atacante tocou no máximo quatro vezes na bola, na partida contra o Botafogo. Contra o Fluminense foram três e no jogo contra o Ceará foram apenas dois. O jovem não tem aproveitado as oportunidades que recebe do técnico Rogério Ceni e tem números muito discretos.

O Flamengo volta à campo na próxima quinta-feira (28) para enfrentar o Grêmio, na Arena do Grêmio, e precisa retomar o caminho das vitórias para continuar sonhando com o título. Bruno Henrique volta de suspensão e será peça importante para a equipe. Diego Alves e Rodrigo Caio serão reavaliados a partir do treino de amanhã para saber se têm condições de atuar na partida.

Fonte: Coluna do fla

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui