Gabigol segue sem completar um jogo pelo Flamengo sob o comando de Ceni

Em 10 partidas com o treinador, o camisa 9 do Flamengo foi substituído oito vezes, foi expulso uma e saiu do banco de reservas em outra oportunidade

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Entre os principais nomes do Flamengo – para alguns, o maior – Gabriel Barbosa segue sem atuar 90 minutos de uma partida sob o comando de Rogério Ceni. O atacante foi substituído pelo treinador aos 25 minutos da etapa final contra o Athletico, neste domingo, quando o placar estava em 1 a 1. Pedro entrou em seu lugar, e o Furacão acabou vencendo o confronto por 2 a 1. Assim, a distância para o Internacional, líder do Brasileirão, subiu para cinco pontos.

O jogo contra o Athletico foi o 12º de Rogério Ceni no comando do Fla. Gabriel Barbosa participou de 10 destas partidas, sendo o duelo deste domingo, na Arena da Baixada, o nono como titular. Por outro lado, o treinador o substituiu em oito vezes (São Paulo, Atlético-GO, Racing, Santos, Fluminense, Goiás, Palmeiras e Athletico). As exceções foram contra o Bahia – quando o atacante foi expulso aos 10 minutos – e diante do Ceará, quando começou entre os reservas e entrou no lugar de Everton Ribeiro aos 25 minutos da  etapa final.

PEDRO E GABIGOL JUNTOS? CENI OPTA, OUTRA VEZ, POR MUNIZ

A saída de Gabigol, aos 25 minutos do segundo tempo com o 1 a 1 no placar, foi novamente questionada pelos torcedores. O técnico Rogério Ceni vem dizendo que não vê a equipe jogando com os dois atacantes juntos desde o início, mas também vem optando por outras formações durante as partidas, mesmo com o Flamengo precisando de gols para alcançar as vitórias, como aconteceu neste domingo, na Arena da Baixada, e também no último Fla-Flu.

Nestes dois jogos, Gabigol foi sacado para a entrada de Pedro. Depois, contudo, Rogério Ceni lançou o jovem Rodrigo Muniz a campo nos lugares dos meias Arrascaeta, contra o Athletico, e Everton Ribeiro, contra o Fluminense. Assim, o Flamengo terminou os jogos com dois centroavantes, mas com Gabigol fora das partidas. Os resultados finais foram os mesmos: derrotas por 2 a 1.

Entre lesões, suspensões e opções técnicas, o atacante e ídolo da Nação não faz uma partida completa pelo Rubro-Negro desde o dia 17 de setembro. Ou seja, há mais de quatro meses. Mesmo assim, Gabriel segue como vice-artilheiro da equipe na temporada, com 21 gols, atrás somente de Pedro (22).

Fonte: Lance!

DEIXE UM COMENTÁRIO