“Quero Deixar meu nome na história”; Pedro se declara ao Flamengo e promete acirrar briga pela titularidade na equipe de Rogério Ceni

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

O Flamengo se impôs contra o Palmeiras, e não só voltou a mostrar um bom futebol como também agora depende só dele para conquistar o octacampeonato do Campeonato Brasileiro. Se vencer os duelos contra Grêmio, Internacional e São Paulo, o Rubro-Negro certamente assumirá a liderança da competição. 

E quem tem sido importante para o Flamengo ao longo da temporada é o atacante Pedro. O profissional que será comprado por  14 milhões de euros (cerca de R$ 93 milhões na cotação atual) já ajudou o clube nos momentos mais difíceis, como por exemplo na época em que quase todo o elenco testou positivo para Covid-19. O profissional foi um dos responsáveis por manter o Rubro-Negro vitorioso na época. Nesta primeira temporada pelo Mais Querido,o atacante  entrou em campo em 46 jogos, 25 deles como titular, e marcou 22 gols. 

“Estar aqui é a realização de um sonho. Procuro aproveitar cada minuto, cada segundo em que tenho o prazer e o privilégio de defender o manto. Sou muito feliz com tudo que construí nesse um ano de clube e espero, muito em breve, ter a possibilidade de conquistar mais títulos. Quero deixar meu nome na história”,afirmou o atacante em entrevista exclusiva para a equipe de reportagem do Globoesporte.com 

FOTO: Reprodução

“Acredito que, quando pude ter uma sequência, consegui corresponder. Foram 25 jogos como titular até aqui e 22 gols marcados. Considero a média e minha contribuição para a equipe muito boas. Voltei a defender a seleção brasileira, que era um dos meus objetivos ao retornar ao Brasil, e agradeço muito ao Flamengo. Tenho consciência que ainda tenho margem para evolução e é nisso que foco o trabalho no dia a dia”, disse o camisa 21, que embora esteja na reserva na equipe de Rogério Ceni revelou que está fazendo de tudo para “roubar” a vaga de alguém para finalmente estar entre os 11 que começam os jogos.

“Todo jogador de alto nível que tem objetivos bem traçados e pensa em ser convocado para a seleção brasileira quer estar entre os 11. É assim comigo, Gabi, Bruno Henrique, Everton… Se eu estiver feliz com a reserva, estarei estacionado como atleta. Trabalho no dia a dia e procuro ir bem nos jogos para poder estar entre os titulares. Temos um grupo bastante qualificado e a disputa pelas vagas é forte e sadia. Seguirei trabalhando forte para estar preparado quando for solicitado pelo Ceni”, completou o jogador.

Fonte: Bolavip

DEIXE UM COMENTÁRIO