Flamengo passa sufoco, mas vence INTZ e continua invicto no CBLOL

Depois de duas partidas tranquilas na primeira semana, Flamengo tem dificuldades contra INTZ, mas, com show de Tutsz, mantém a invencibilidade no CBLOL

Neste sábado, o Flamengo passou seu primeiro sufoco no CBLOL. Depois de 2 jogos tranquilos na primeira semana, contra Vorax e KaBuM!, o rubro-negro enfrentou dificuldades na partida contra a INTZ, mas assegurou a vitória.

Em um dia com atuação abaixo da equipe, Tutsz brilhou e foi eleito o MVP da partida.

Divulgação Riot Games

O jogo

Divulgação Riot Games

Era esperado que o Flamengo não conseguisse tomar conta das ações desde o início da partida como na semana passada. A composição escolhida pelos rubro-negros demora a chegar em seu pico de poder. Por isso, era esperado que o Flamengo mantivesse o jogo com pouca ação no começo.

Esse objetivo foi cumprido e até superou as expectativas. Além de conseguir segurar as ações, o Flamengo não deixava a INTZ abrir grandes vantagens no início da partida, o que era de se esperar.

Com o começo morno e de vantagem para os intrépidos, não houve disputa nos primeiros objetivos neutros do jogo. A INTZ garantiu os 2 primeiros dragões e cada equipe assegurou um Arauto do Vale, sendo que o Flamengo ficou com o primeiro.

A primeira grande luta da partida foi acontecer somente aos 18 minutos, na disputa pelo terceiro dragão da partida. O Flamengo levou a melhor nos abates, conquistando 3 (incluindo o first blood) contra 2 da INTZ. A vantagem, porém, não se converteu em objetivo. Os intrépidos conseguiram eliminar o caçador rubro-negro, enquanto o seu continuou vivo. Iniciar o dragão com desvantagem de Golpear seria muito arriscado por parte do Flamengo.

Logo depois, com todos os jogadores já vivos novamente, a luta se reiniciou. O Flamengo mais uma vez levou a melhor em abates com 2 contra 1. A INTZ, porém, conquistou o dragão, colocando os rubro-negros em cheque pela alma.

A Lei do Ex vinha favorecendo a INTZ. O top laner Boal, que jogou pelo Flamengo no último split, vinha carregando o time e aos 23 minutos, conseguiu 2 abates para cima de Parang e Ranger.

Só que se vale lá, vale aqui também. A bot lane rubro-negra, que já jogou pelos intrépidos, impediu a execução do barão na sequência da jogada do Boal. Além de garantir espaço para o Flamengo conquistar seu primeiro dragão no jogo e impedir a conquista da alma pelos adversários.

Aos 29 minutos, com o tão esperado nível 16 do Kassadin do Tutsz, o Flamengo conseguiu uma bela luta no meio do mapa. Foram 4 abates rubro-negros, contra apenas 1 dos adversários, além de Barão e dragão para o Mais Querido.

Com o bônus do Barão em mãos, o Flamengo conseguiu ganhar vantagem de espaço no mapa. Deixando a INTZ apenas com as suas torres da base.

Aos 35 minutos, em uma jogada mal executada pelos rubro-negros, a INTZ conseguiu garantir a Alma Infernal. Foram 3 abates para os intrépidos contra apenas 1. O Flamengo, porém, respondeu rápido e assegurou o 2º Barão da partida.

Esta conquista possibilitou que o Flamengo colocasse pressão em todas as rotas do mapa, além de permitir o controle da visão em torno do covil do Dragão Ancião. Com toda essa vantagem, o rubro-negro conquistou o objetivo sem contestação adversária aos 42 minutos.

Os rubro-negros partiram para tentar acabar com a partida, mas a INTZ com mais uma bela atuação de Boal, se segurou. A base intrépida, porém, ficou em frangalhos com 2 inibidores no chão e as Torres do Nexus danificadas.

O espaço aberto possibilitou a conquista do 3º Barão pelos rubro-negros. E aí sim foi só partir para a vitória. O Flamengo abriu o 3º inibidor e com a pressão natural das ondas de minions ficou impossível para a INTZ segurar a partida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui