Gabigol sobre condição de reserva no Flamengo: ‘Incomoda muito. Eu não quero ficar no banco. Ninguém quer’

Camisa 9 do Rubro-Negro atendeu à imprensa nesta sexta-feira, no Ninho do Urubu

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Um dos principais nomes do Flamengo, Gabriel Barbosa foi reserva na última partida do clube pelo Brasileirão, sendo acionado por Rogério Ceni já na reta final do jogo contra o Ceará, que venceu por 2 a 0 no Maracanã. O semblante do jogador no banco era de insatisfação, como confirmou o próprio camisa 9 em entrevista nesta sexta-feira, antes do treino no CT do Ninho do Urubu.

Gabigol, contudo, reforçou que respeita os companheiros e minimizou a “polêmica” de ter ficado no banco sem a camisa de jogo e chuteira no primeiro tempo. No mais, seguirá brigando para retornar ao time titular do Flamengo.

– Incomoda muito. Eu não quero ficar no banco. Ninguém quer. O Pedro quando estava, você acha que estava feliz? O Michael, quando não entra, está feliz? Todos têm sua parcela de querer ajudar ao Flamengo. Eu fiquei contra o Fortaleza sem camisa, fiquei nesse jogo também. Fiquei sem a chuteira pois tive uma lesão muito séria e incomoda um pouco, parece um gesso. Mas não vejo problema com isso. Isso se fala pois dá Ibope. Se eu estivesse sorrindo era porque estava feliz e nem aí para o time. Se estivesse pronto para jogar seria matéria também – afirmou o atacante, vice-artilheiro do clube na temporada.

Retirado de: Lance!

DEIXE UM COMENTÁRIO