Pablo Marí afirma que segue acompanhando o Flamengo e critica trocas de treinadores no clube

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Um dos grandes pilares do Flamengo na temporada de 2019 e atualmente vestindo a camisa do Arsenal, o zagueiro Pablo Marí falou sobre a fase do mengão em entrevista exclusiva à ESPN Brasil, direto de Londres. O espanhol disse que segue acompanhado os jogos do Flamengo e que sempre deseja o melhor para os seus ex-companheiros de clube. Marí também foi sincero e criticou a demissão do técnico Domènec Torrent, que durou quatro meses e 26 jogos no cargo, e também a pressão que está sendo colocada no atual comandante flamenguista, Rogério Ceni.

Minha ideia de um treinador, e isso eu já disse muitas vezes, é que quando você como diretor de um clube contrata um treinador é porque a ideia desse treinador é a que você acredita ser a melhor para a equipe. Para mim, trocar muito rapidamente um treinador é algo que está completamente errado“, disse.

+ Rui Vitória, especulado no Fla, já tretou várias vezes com Jorge Jesus

Acredito que quando você dá confiança ao treinador tem que dar completamente. Esse técnico precisa de tempo, tempo para conhecer os jogadores, para adaptar sua ideia à equipe, a equipe tem que entender o que pede o treinador, e isso precisa de um processo de tempo. Não vai ser em dois dias, nem um mês nem dois, precisa de tempo. Pessoalmente não conheço Rogério, mas acredito que se Marcos Braz, Landim e Spindel o escolheram é porque confiam nele, que é o melhor para o Flamengo. Então se fizeram, é porque é a decisão mais correta“, disse aos canais ESPN.

Fonte: Flazoeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui