Sem torcida, Flamengo acumula uma das maiores despesas de estádio do Brasil

Com a falta de presença de público nos estádios em razão da pandemia de Covid-19, os clubes seguem somando enormes prejuízos em suas finanças. E o Flamengo é um dos clubes que mais sofrem com esses novos tempos. O jornalista Daniel Lavieri, do portal ‘UOL’, fez um levantamento considerando documentos oficiais dos clubes enviados a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) referentes aos cálculos de prejuízo com os estádios vazios até a última rodada do Brasileirão realizada em 2020.

No aspecto geral, os clubes tiveram uma despesa de R$ 21 milhões que não pôde ser coberta com as receitas de bilheteria ou mesmo receitas indiretas dessa condição como, por exemplo, a venda de alimentos e bebidas na parte interna dos estádios e até uma queda na adimplência dos programas de sóci-torcedor. Os clubes mais prejudicados nesse sentido dentro da Série A do Brasileiro foram os responsáveis pela gestão do Maracanã, ou seja, Fluminense e Flamengo, primeiro e segundo que mais acumulam dívidas, respectivamente.

O Flamengo soma uma despesa total de R$ 2.447.223,64 para poder atuar sem torcida nos estádios. Lembrando que esse é um dado fornecido pelo próprio clube à CBF.

Retirado de: Flazoeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui