Contrato de Muralha com o Flamengo termina e goleiro fecha mais três meses com o Coritiba

Contratado por R$ 4 milhões em 2016 pelo Flamengo, Muralha ficou mais fora do que dentro do rubro-negro, onde passou por momentos complicados. Ele foi destaque no acesso de 2019 do Coritiba e segue no clube

O goleiro Alex Muralha encerrou seu contrato com o Flamengo na últma quinta-feira e fica no Coritiba até o final de março. O jogador está no Coxa por empréstimo desde 2019 e agora acertou um contrato por mais três meses.

Muralha foi contratado pelo Flamengo no fim de 2015 após se destacar pelo Figueirense – o valor pago foi de R$ 4 milhões. Na Gávea, a sua passagem foi do céu ao inferno em menos de um ano.

Depois de ser até convocado para defender a seleção brasileira, em outubro de 2016, o goleiro foi alvo de muitas críticas, principalmente na final da Copa do Brasil, perdida nos pênaltis para o Cruzeiro, em setembro de 2017. Ele pulou para o mesmo lado (direito) nas cobranças.

Muralha se reencontrou no Coritiba por duas temporadas e foi um dos nomes da capanha do acesso de 2019 — Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

As cobranças foram piorando com o tempo, e Muralha chegou a desabafar. Ele alegou que “estava sendo massacrado o tempo todo”. A situação ficou tão insustentável que ele teve que buscar um “refúgio” no Japão, onde fez 29 jogos pelo Albirex Niigata.

O goleiro até chegou a se reapresentar no fim de 2018 e pediu “um voto de confiança”, mas foi emprestado ao Coritiba no início de 2019. Pelo Flamengo, ele fez 75 jogos em quatro anos de contrato e não atuou nos últimos dois anos do vínculo.

A redenção apareceu no Coxa em 2019. Muralha iniciou a temporada como titular no Campeonato Paranaense por conta de uma lesão de Wilson. Uma defesa no clássico contra o Paraná rendeu até uma placa em homenagem.

Muralha comemora acesso do Coritiba no Barradão — Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O companheiro se recuperou de lesão, mas machucou novamente no início da Série B. Assim que assumiu a posição mais uma vez no Brasileiro, Muralha não saiu mais. O então técnico Jorginho manteve a titularidade a ponto do ídolo Wilson ser emprestado ao Atlético-MG.

A coroação do ano terminou com o acesso para a Série A. O goleiro foi um dos protagonistas na campanha coxa-branca, que terminou na vitória por 2 a 0 contra o Vitória, em Salvador, e a quarta colocação.

Gratidão pela oportunidade de poder voltar ao Brasil e fazer aquilo que eu mais gosto, em um grande clube. Quando cheguei aqui, na minha primeira entrevista eu disse que ia dar a vida por esse clube. Fiz o meu melhor para poder conquistar esse objetivo – disse em entrevista ao canal SporTV

Com a camisa do Coritiba, o goleiro tem 49 partidas disputadas. Titular no acesso para a Série A em 2019, Muralha perdeu a vaga para Wilson após o Campeonato Paranaense deste ano. Ele fez apenas 14 jogos em 2020 e nenhum pelo Brasileiro. A última vez que esteve em campo foi na final do Estadual, perdida para o rival Athletico, no início de agosto.

O futuro de Muralha no Alto da Glória após março ainda é incerto. O clube elegeu o novo presidente Renato Follador nesta semana, e a diretoria ainda vai avaliar a situação contratual do jogador após o término do Brasileirão. O Coxa é o lanterna, com 21 pontos, sete pontos abaixo do Bahia, primeiro time fora do Z-4.

GLOBO ESPORTE: Guilherme Moreira

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui