Flamengo: acusação de racismo de Gérson repercute em Portugal

Flamengo venceu o Bahia por 4 a 3, no Maracanã, na noite do último domingo (20), pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, em uma das partidas mais eletrizantes, emocionantes e polêmicas da liga. Ao término do duelo, porém, um destaque negativo: o meio-campista Gérson, do Rubro-Negro, relevou ter sido vítima de racismo por parte do colombiano Juan Pablo Ramírez, do Tricolor.

“Quero falar uma coisa: tenho muitos jogos como profissional e nunca vim falar nada porque nunca sofri esse preconceito. Quando tomamos um gol, o Bruno Henrique ia chutar uma bola, o Ramirez reclamou e fui falar com ele, que disse: ‘Cala a boca, negro’. E o Mano precisa aprender a respeitar as pessoas”, desabafou o camisa 8.

Após a declaração, torcedores das mais diversas equipes, clubes brasileiros e entidades do futebol se manifestaram em apoio ao meio-campista. E o caso foi parar até em Portugal. Em publicação na manhã desta segunda-feira (21), o diário luso O Jogo destacou o ocorrido com o ‘ex-pupilo de Jorge Jesus’:

“Há mais um caso de alegado racismo a manchar o futebol […] Gerson, médio dos campeões brasileiros que chegou a ser orientado por Jorge Jesus – e até já foi apontado ao Benfica – revelou ter sido alvo de conduta racista por parte de Juan Pablo Ramírez, médio colombiano do Bahia”, publicou o jornal português.

Além disso, o veículo também destacou e reproduziu a mensagem postada por Gerson, em suas redes sociais, após a acusação de racismo. Veja abaixo.