Ex-clube de Gerson, Roma apoia jogador do Flamengo após acusação de racismo: ‘Um de nós para sempre’

Time da capital italiana posta mensagem no Twitter e disse que jogador 'não será silenciado'. Gerson acusou Índio Ramírez, do Bahia, de dizer 'cala a boca, negro'

A Roma, da Itália, se solidarizou com o meio-campista Gerson, do Flamengo, que acusou o atleta Índio Ramírez, do Bahia, de injúria racial. Através das redes sociais, o time da capital italiana, onde o brasileiro atuou, mandou uma mensagem para o camisa 8 rubro-negro e apoiou o atleta.

– Sempre e onde quer que haja racismo, cabe a todos nós responder a ele de forma rápida e enfática com ações. Você mostrou que não será silenciado. Devemos seguir seu exemplo e continuar a enfrentar esse problema de cabeça erguida. Força, Gerson – disse a Roma no Twitter.


Após a vitória do Flamengo sobre o Bahia, no último domingo, Gerson, em entrevista ao canal “Premiere”, afirmou que o camisa 15 do clube de Salvador disse “cala a boca, negro” após uma discussão dentro de campo. Na ocasião, o meia do time carioca discutiu com o treinador Mano Menezes, que minimizou.