Discurso de preparador físico impacta jogadores no vestiário; assista

Danilo Augusto motivou os jogadores de forma efusiva no vestiário antes de Flamengo e Bahia

Se dentro de campo o clima ferveu durante a vitória do Flamengo por 4 a 3 frente ao Bahia, no vestiário não foi diferente. O preparador físico do rubro-negro, Danilo Augusto, foi flagrado em vídeo publicado pela Fla TV, motivando os atletas com muita intensidade em discurso antes de ida para o aquecimento. Confira abaixo a partir do minuto 5:30.

O jogo

Escalações:

Flamengo: Diego Alves; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Natan e Filipe Luís; João Gomes, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Juninho e Juninho Capixaba; George, Edson e Ramon; Rossi, Juan Pablo Ramírez e Gilberto.

O Flamengo começou o jogo mostrando intensidade, e aos cinco minutos, Bruno Henrique recebeu na esquerda, cortou para o meio e finalizou forte de fora da área: 1 a 0. Um minuto depois, Isla cruzou, Gerson escorou e Gabriel Barbosa finalizou próximo à trave de Douglas. Aos 9, Gabigol proferiu ofensas ao árbitro e recebeu cartão vermelho direto, deixando os nervoso a flor da pele.

Aos 22, Nino Paraíba entrou cara a cara com Diego Alves e obrigou o goleiro rubro-negro a fazer uma grande defesa com o pé direito. No minuto 30, Gilberto teve uma chance na pequena área para o goleiro do Mais Querido aplicar mais uma defesa. O desafogo do Flamengo foi aos 32. Bruno Henrique recebeu nas costas do zagueiro, ganhou na velocidade, tocou para trás e Isla ampliou: 2 a 0.

Aos 41, Bruno Henrique recebeu outro passe longo de Arrascaeta, limpou a marcação e obrigou Douglas a fazer uma grande defesa. No minuto 48, o arco e a flecha aconteceu novamente. Bruno Henrique recebeu um lindo passe do meio uruguaio e perdeu um gol feito.

Na segunda etapa, o Bahia diminuiu logo nos primeiros minutos com Ramires. O empate veio aos 10, com Gilberto de fora da área. A virada veio com Gilberto novamente, após cruzamento de Rossi: 3 a 2. João Gomes recebeu uma bola de Everton Ribeiro aos 18, e quase empatou, finalizando a bola na trave. Aos 26, Rogério Ceni substituiu pela primeira vez: saiu Arrascaeta para a entrada de Pedro e deu certo. No minuto 37, Filipe Luís recebeu na esquerda, cruzou e Pedro de peito empatou: 3 a 3. A virada veio aos 44, Pedro recebeu, girou bonito e tocou para Vitinho marcar: 4 a 3.

Retirado de: Mundo Rubro Negro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui