Delegacia intimará Ramírez, Mano Menezes e árbitro a darem depoimento após acusação de Gerson

Meia do Flamengo diz ter sofrido ofensas racistas por parte do meia do Bahia

O meia Ramírez, o técnico Mano Menezes e o árbitro Flavio Rodrigues de Souza serão intimados pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRADI) a prestar depoimento sobre a acusação do meia Gerson, do Flamengo. O camisa 8 diz ter sofrido racismo por parte do jogador colombiano, que teria lhe dito “cala a boca, negro”, durante a partida contra o Bahia, no último domingo.

“Instaurei inquérito e combinei com o departamento jurídico do Flamengo para que o Gerson viesse aqui para que pudesse relatar tudo o que aconteceu. Pedi para CBF os documentos referentes ao jogo (súmula). Injúria racial é crime e tem que ser punido. Importante as pessoas entenderem que não pode haver mais racismo”, afirmou a delegada Marcia Noeli, responsável pelo caso.

Gerson comparecerá ao DECRADI, no Centro do Rio, às 10 horas desta terça-feira, quando prestará seu depoimento. Ainda não há data para que os outros envolvidos sejam ouvidos.