Richard Ríos vira matéria de jornal Marca e revela bastidores de empate contra o Palmeiras

Durante empate no Allianz, Richard Ríos foi chamado por Jordi Guerrero

O jovem volante colombiano Richard Ríos, foi tema de matéria do jornal Marca, e contou como está sendo sua adaptação no futebol de campo – já que veio do futsal. O atleta revelou os bastidores de sua estreia nos profissionais contra o Vasco no Carioca, contou como foi chamado por Dome pare enfrentar o Palmeiras no Brasileiro e disse se inspirar em atletas como Filipe Luis, Diego, Gabriel Barbosa, Reinier e Vinicius Junior.

Confira abaixo os principais trechos da entrevista

Chegada ao Flamengo

”Eu vim para o Flamengo depois de trabalhar muito tempo para treinar, mas nunca com a ideia de estar onde estou agora. Acho que sempre pensei no que fazia naquela época, que era ser jogador profissional de futsal e continuar na seleção colombiana. Quando chego aqui, as coisas giram 360 graus e depois me torno um jogador do sub-20. Chegando e partindo em várias posições no campo. Após seis meses de ingresso na Seleção Sub-20, fui escolhido para jogar alguns jogos profissionais onde fiz minha estreia oficial contra o Vasco da Gama, rival do Flamengo. Senti uma felicidade imensa por ter realizado aquele sonho e senti ainda mais porque tinha muito mais vontade de continuar nesse processo”.

1 a 1 contra o Palmeiras pelo Brasileiro

Quando subo para jogar, Domènec era o líder. Infelizmente, o teste do DT é positivo para COVID. No entanto, o diretor e seus assistentes continuaram. No momento de entrar em campo me disseram que vou jogar em uma posição (de extrema) e me dizem para jogar solto e fazer o que sei fazer e ficar tranquilo com a confiança que depositam em mim. Cerca de 10 minutos depois de entrar na quadra, o lateral direito sofre uma lesão e o auxiliar no momento me chama e me diz para jogar na lateral. Posições totalmente diferentes porque a minha posição é meio-campista, eu jogo lá como ala e me destaque. Eu faço as coisas bem e aquele jogo foi muito importante para mim, já que foi minha estreia no Brasileirão Série A”.

Trabalhar com Filipe Luis, Diego, Gabriel Barbosa

Eu nem tenho palavras para responder a isso. Trabalhar ao lado dos jogadores o que está no clube, da comissão técnica … Com certeza todos são um espelho para mim, então acho que fico mais feliz por trabalhar com eles e saber que também posso realizar meus sonhos e meus objetivos como eles fizeram isto. É com grande satisfação que estou trabalhando ao lado deles”.

Vinicius Jr e Reinier como espelho

A verdade são jogadores conhecidos internacional e mundialmente. Jogadores com muito potencial e muito bons que se destacaram por passar pelo futsal e por terem sua trajetória. E agora eles estão no futebol realizando seus sonhos. Eu também me vejo assim, realizando meus sonhos, meus objetivos e absolutamente tudo que planejei. Mas não gostaria de imitá-los, gostaria de ser muito mais diferente e de ser um reflexo para as pessoas e as crianças, pois sei que os dois estão sendo agora”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui