Em meio a sondagens, Flamengo se previne e consegue renovar com sete joias da base em 2020

O Flamengo é apontado como uma das melhores categorias de base do futebol brasileiro, tanto em estrutura quanto em revelações de jovens talentos. Não à toa, clubes do exterior costumam sondar, com frequência, as joias lapidadas no Ninho do Urubu. Porém, o Rubro-Negro tem conseguido se prevenir e renovou com sete dos garotos que mais têm chamado a atenção em 2020.

Uma das maiores estrelas da categoria de base, Daniel Cabral é o jogador mais assediado entre os jovens talentos. O atleta, de 18 anos, chegou próximo de sair do Rubro-Negro. Isso porque, os dirigentes cariocas e o estafe da joia não vinham falando a mesma língua na renovação de contrato, que se encerraria em maio de 2021. Contudo, em outubro deste ano, as partes entraram em acordo, e o vínculo foi prorrogado até outubro de 2025.

Hugo Souza, de 21 anos, também passou por um período complicado antes de renovar o atual contrato. O jogador, que era a quarta opção no gol Rubro-Negro, desejava mais espaço, além de manter a forma atuando por outra equipe. Porém, ele recebeu a oportunidade no próprio Fla, agarrou a chance, pulou a fila na hierarquia e se tornou o reserva imediato de Diego Alves. Depois disso, renovou o vínculo até dezembro de 2025.

Lázaro, de 18 anos, é apontado como extremamente promissor e vem recebendo oportunidades entre os profissionais. O Flamengo conseguiu não só mantê-lo em meio aos assédios, mas prorrogou o vínculo do jovem até março de 2025. Matheuzinho, reserva imediato de Maurício Isla, também assinou novo contrato, com duração até outubro de 2025.

Ramon conta com o carinho de boa parte dos torcedores. Lateral esquerdo, o jovem, de 19 anos, chegou a atuar como uma espécie de meia-atacante pelo lado esquerdo com Domènec Torrent. É comum o Rubro-Negro ser consultado pela situação do jogador, mas o Fla conseguiu estender o contrato do atleta até dezembro de 2025.

Natan é um caso à parte. O clube carioca contratou Léo Pereira e Gustavo Henrique em 2020, e ambos chegaram com status de titulares. A tendência natural seria a dupla disputar entre si a vaga ao lado de Rodrigo Caio, disponível após saída de Pablo Marí para o Arsenal, da Inglaterra. Porém, O jovem defensor, de 19 anos, recebeu oportunidade entre os profissionais e se manteve no elenco principal.

Além disso, o zagueiro pulou a fila e foi utilizado como titular com Domènec Torrent em diversas partidas. Rogério Ceni, por outro lado, optou por dar sequência a Gustavo Henrique. No entanto, Natan voltou a chamar a atenção e, nesta semana, tem treinado entre os titulares. Ele recebeu sondagens da Europa, mas o contrato foi renovado, recentemente, até dezembro de 2024.

Gabriel Noga, de 18 anos, é outro que foi muito elogiado pelas atuações na equipe profissional, inclusive jogando ao lado de Natan. Porém, o defensor, convocado constantemente para a Seleção Brasileira sub-20, retornou para atuar pela categoria de base. Contudo, ele é bem avaliado internamente e tivera o vínculo estendido até dezembro de 2024.

Com isso, o Flamengo conseguiu manter as principais joias recentes oriundas da base. Com a pandemia da Covid-19, o Rubro-Negro não esconde a necessidade de acumular vendas para manter o elenco profissional fortalecido. No entanto, os garotos mais cobiçados têm contrato renovado por um longo período, e o clube carioca tende a dificultar a saída dos atletas, exigindo assim um pagamento elevado para negociá-los.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui