Flamengo deseja estender empréstimo de Guilherme Bala junto ao Madureira

A informação foi passada pelo presidente do Tricolor Suburbano, Elias Dubas; atacante tem vínculo com o Rubro-Negro até 31 de janeiro, com opção de compra estabelecido em contrato

O atacante Guilherme Bala ainda está em processo de recuperação de lesão muscular, e o seu futuro ainda é incerto no Flamengo. Com vínculo de empréstimo com o Rubro-Negro até 31 de janeiro, o jogador e o Madureira, clube dono dos seus direitos federativos, ainda não foram comunicados se a opção de compra prevista em contrato será exercida.

Há alguns dias, o Tricolor Suburbano foi procurado pelo Flamengo, que demonstrou interesse em estender o vínculo de empréstimo, alegando que a temporada 2020 foi atípica e com poucos jogos por conta da pandemia da Covid-19.

“O Flamengo procurou a gente querendo estender o empréstimo. Explicaram que o ano de 2020 foi complicado, por conta do novo coronavírus, e nós não somos contra. Não tem nada definido”, disse Elias Duba.

Elias Duba, mandatário do Madureira, tem uma ótima relação com a diretoria do Flamengo e não entrará em rota de colisão com os rubro-negros, mas nos bastidores do Tricolor Suburbano a ideia é decidir o quanto a situação de Guilherme Bala, pois ele é um jogador valorizado e que pode dar um retorno financeiro em um futuro próximo.

Um bom exemplo é que recentemente o Al Sharjah, dos Emirados Árabes, se interessou por Guilherme Bala e ofereceu cerca de R$ 2,5 milhões para contratar do atacante. O interesse do jovem, entretanto, é permanecer no Flamengo e aguarda um desfecho da situação.

O Gerente de Futebol da categoria de base do Flamengo, Eduardo Freeland, foi procurado pela reportagem, mas não respondeu à pergunta do Jornal O Dia até a publicação da matéria.

DETALHES DE CONTRATO:

Quando o Flamengo contratou Guilherme Bala, em 2019, adquiriu 20% dos direitos econômicos por um valor “irrisório”, segundo fontes do Madureira. Caso exerça a opção de compra, avaliada em torno de R$ 600 mil, o Rubro-Negro irá “morder” mais 50% dos direitos, totalizando 70%. 

QUASE PAROU NO RIVAL:

Antes de fechar com o Flamengo, Guilherme Bala por pouco não se acertou com o Fluminense, um dos maiores rivais do Rubro-Negro. Na ocasião, o Tricolor buscou o jogador do Madureira a pedido do então treinador Fernando Diniz, hoje no São Paulo, líder do Brasileirão.

A ideia de Diniz era utilizar o garoto no elenco profissional do Fluminense, mas, quando soube que o Flamengo estava interessado em seu futebol, Guilherme Bala conversou com pessoas da diretoria do Madureira e disse que gostaria de realizar o seu sonho, atuar pelo Rubro-Negro, seu clube de coração.

Pelo Flamengo, Guilherme Bala jogou 27 partidas, sendo três pelo profissional e 24 pelo Sub-20, e marcou seis gols. Além disso, ele estava inscrito na Libertadores pela diretoria rubro-negra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui