Por maioria de votos, Conselho de Administração do Flamengo aprova o orçamento para 2021

Previsão é de renda bruta de R$ 953 milhões e mantém otimismo sobre o desempenho do time nas competições da próxima temporada

Em reunião híbrida realizada na noite desta terça-feira, na Gávea, o Conselho de Administração do Flamengo aprovou por maioria de votos o orçamento do clube para 2021. A previsão é de uma receita bruta de R$ 953 milhões em 2021, valor superior ao de 2020, que estimava R$ 726 milhões mas foi readequado para R$ 677 milhões após a pandemia.

Deste montante, R$ 98 milhões são relativos a 2020, embora R$ 18 milhões já estejam perdidos pela eliminação na Libertadores. Os números foram fechados antes do confronto com Racing.

O orçamento também inclui os valores necessários para a compra do atacante Pedro, estipulada em 14 milhões de euros em seis parcelas a partir de 2021. Está prevista a aquisição de um jogador em 2021, com valores estimados em R$ 30 milhões. Este montante equivale às duas primeiras parcelas a serem pagas à Fiorentina em caso de confirmação da opção de compra.

Entre as fontes de receita para 2021, há a previsão de R$ 168 milhões em vendas de jogadores. Em 2020, a estimativa era de R$ 80 milhões.

Na proposta orçamentária, há, assim como em 2020, projeções otimistas para o desempenho do time. O clube prevê, por exemplo, chegada à semifinal da Libertadores e os valores decorrentes desta campanha.