Órgão que vetou plaquinha de Gabigol, STJD absolve Felipe Melo por chave de braço e Sampaoli por desobedecer suspensão

Nesta terça-feira (15), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), absolveu o técnico Jorge Sampaoli, do Atlético-MG, após ser denunciado por ter comparecido ao jogo contra o Flamengo, no Mineirão, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o treinador estava suspenso e não poderia ter ido ao estádio.

O técnico acompanhou a partida de um camarote do Mineirão e fez uso de telefone celular para se comunicar com o analista de desempenho, Diogo Alves, que estava no banco de reservas. Liberado, Sampaoli está livre para comandar o time mineiro no próximo confronto, contra o São Paulo. Os líderes do campeonato se enfrentam nesta quarta-feira (16) no Morumbi, às 21h30 (horário de Brasília).

Os auditores da Segunda Comissão Disciplinar não viram provas concretas para punir o técnico do Atlético. A procuradoria vai recorrer ao Pleno do STJD. O analista de desempenho, Diogo Alves, também foi denunciado por assumir conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva e foi absolvido.

Além de Jorge Sampaoli, o volante Felipe Melo, do Palmeiras, também foi absolvido pelo STJD. O jogador havia sido denunciado por ter dado uma chave de braço em um atleta do Vasco da Gama, em São Januário, no dia 8 de novembro. No entanto, o Tribunal não aceitou a denúncia no artigo 254-A, que fala em praticar agressão física e prevê uma suspensão de quatro a 12 partidas. SIGA O FLAMENGO INFO NO TWITTER. Acesse!