Rogério Ceni nunca perdeu para o Santos como técnico

As quatro vitórias foram pelos quatro times diferentes que Ceni já treinou em sua carreira: São Paulo, Fortaleza, Cruzeiro e Flamengo.

Na tarde desse domingo (13), o Flamengo conseguiu um importante resultado na sequência do Brasileirão. O time carioca venceu o Santos por 4 a 1 e mostrou que deve continuar na briga pelo título nacional da atual temporada. Em um momento que o Fla começa a se estabilizar após frustrantes últimas semanas, o jogo marcou mais uma vitória de um time de Rogério Ceni sobre o Santos, que é o maior freguês do treinador.

Após as recentes eliminações do Flamengo na Copa do Brasil e na Libertadores da América, o Rubro-Negro conquistou duas vitórias em sequência no Brasileirão e voltou a sonhar em conquistar o torneio. Gérson abriu o placar, Filipe Luis deixou o dele e Gabriel Barbosa fez dois gols. Bruno Marques descontou para os visitantes.

Desde que se tornou técnico, Rogério Ceni ainda não perdeu para o Santos. Ao total, foram cinco jogos, com quatro vitórias e um empate. Curiosamente, as quatro vitórias foram pelos quatro times diferentes que Ceni já treinou em sua carreira: São Paulo, Fortaleza, Cruzeiro e Flamengo.

Dos considerados grandes, o Peixe da Vila Belmiro é o que tem pior retrospecto em jogos contra o treinador Rogério Ceni.

Contra os rivais estaduais, Ceni tem números modestos e ainda não venceu o Fluminense. Contra o Tricolor, o treinador comandou três jogos, com dois empates e uma derrota. Contra o Vasco da Gama, também foram três jogos, com uma vitória, uma derrota e um empate. Já contra o Botafogo, os times de Ceni venceram duas vezes, empataram uma e perderam uma.

O time do Rio de Janeiro que mais deu dores de cabeça a Ceni é exatamente o Flamengo. Como rival, Rogério enfrentou o Fla em cinco jogos, que terminaram com cinco vitórias do Rubro-Negro.

Se quiser continuar na luta pelo título do Brasileirão, o Flamengo deve buscar vitórias contra adversários indigestos. Rogério Ceni nunca venceu o São Paulo, atual líder do campeonato. Contra o Atlético Mineiro, foram quatro jogos, com uma vitória de Ceni, além de dois empates e uma derrota. Já contra o Internacional, há uma vitória, um empate e uma derrota.

Uma boa campanha nessa reta final do Brasileirão pode ser o que Ceni precisa para ter ainda mais controle do vestiário e a simpatia da exigente torcida flamenguista nesse atípico ano, que conta ainda com uma “ressaca” e o fantasma da saída de Jorge Jesus da Gávea.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui