Decisões do Flamengo em relação a Lincoln esfriam interesse do Pafos na contratação do atacante

Depois de ver que o jovem foi "rebaixado" para o Sub-20 e afastado do elenco profissional, o time do Chipre tirou o pé do freio, mesmo depois de se acertar com o Rubro-Negro, e não enviou oferta salarial aos representantes do atleta

O Flamengo iniciou a semana na expectativa de acertar a compra de Pedro junto à Fiorentina e a venda de Lincoln ao Pafos. A diretoria conseguiu exercer a opção de compra e ficou com o camisa 21 em definitivo. Já em relação ao jovem, a cúpula rubro-negra corre risco de ver a equipe do Chipre desistir da contratação do jogador.

O Pafos, através de um representante brasileiro, entrou em acordo com o Flamengo para contratar Lincoln: desembolsaria US$ 4 milhões, cerca de R$ 20 milhões, em oito parcelas para adquirir 75% dos direitos econômicos do atacante. Com isso, restou o acerto do clube cipriota com os empresários do atleta e com o atacante.

Porém, o noticiário negativo envolvendo Lincoln nos últimos dias, com o Flamengo o “rebaixando” para treinar na categoria de base, mesmo depois de três anos no profissional, advertido e afastado do elenco principal, fez com que o Pafos esfriasse o interesse no atacante, pelo menos por ora. Vale ressaltar que a decisão de colocar o jovem para treinar na categoria de base partiu do diretor executivo Bruno Spindel, dirigente rubro-negro que discutiu com um dos representantes do atleta.

Além do mais, mesmo que a proposta salarial chegasse às mãos dos empresários de Lincoln, a reportagem apurou com pessoas próximas ao jogador que ele dificilmente aceitaria a oferta para atuar no Campeonato Cipriota, mesmo com a possibilidade de ser transferido para um clube russo que é parceiro do Pafos, como havia a promessa nas conversas informais.

Lincoln e seu estafe acreditam que ofertas de clubes de mercado com mais visibilidade chegarão em breve. Algo que pesa contra é que, em 2020, o Pafos, clube comandando por um milionário russo, atrasou salários recentemente, alegando que encontrou problemas no Banco utilizado para fazer o pagamento. Um jogador português do clube cipriota, que não quis revelar o nome, confirmou à reportagem.

“No ano passado, pagaram tudo certo. Este ano, atrasaram por problema do Banco, disseram eles. Mas só está um mês atrasado. Nos passaram que para essa semana já vão pagar tudo, porque os problemas do Banco já estão resolvidos”.

Um dos clubes que pode voltar a mostrar interesse em Lincoln é o Dínamo de Kiev, da Ucrânia. O clube chegou a fazer proposta oficial para tirar o atacante do Flamengo. A reportagem teve acesso aos valores oferecidos, que são os mesmos oferecidos pelo Pafos, mas em parcelas menores: US$ 4 milhões, que seriam pagos da seguinte forma: US$ 1,5 milhões à vista, US$ 1,5 milhões em maio de 2021 e US$ 1 milhão em outubro de 2021.

Nesta quinta-feira, junto com Noga, Ramon e Lázaro, jogadores que estavam treinando com frequência no profissional, Lincoln participou da atividade no Sub-20 e não tem prazo para retornar às atividades comandadas por Rogério Ceni. SIGA O FLAINFO NO GOOGLE NEWS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui