Como utilizar Vitinho e a base: os dilemas de Rogério Ceni no Flamengo

Treinador gosta do camisa 11 que vem sendo muito criticado pela torcida; Natan e Ramon 'pedem' espaço no elenco

A vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, no último sábado (5), deu um pouco de tranquilidade para a semana cheia de treinos de Rogério Ceni no comando do Flamengo. O Rubro-Negro só entrará em campo novamente no próximo domingo (13), contra o Santos, no Maracanã, dando ao técnico algum tempo para resolver algumas questões importantes, como a utilização de Vitinho e mais espaço para os jovens nos compromissos. 

Desde que chegou ao clube, Ceni vem sendo pressionado pela torcida por conta dos garotos. Jovens como Natan, que vinha sendo titular com Domènec Torrent, e Ramon, que mostrou boa qualidade na lateral-esquerda quando acionado, perderam espaço nas últimas semanas. 

Depois do jogo contra o Botafogo, o treinador foi questionado em coletiva de imprensa sobre o ‘sumiço’ desses garotos, e foi direto ao dizer que, no seu entendimento, se tratam de jogadores que ainda não estão prontos. 

“Ele (Ramon) tem a concorrência de um jogador que eu gosto muito e o torcedor também que é o Filipe, temos o Renê também. O Natan eu tenho observado todos os dias, vem crescendo, eu acompanho todos os dias. Quando estiverem prontos vão ser usados”, afirmou em coletiva de imprensa. 

Internamente, Ceni já comentou com algumas pessoas que vem conhecendo os garotos aos poucos, e que agora terá mais tempo para aprofundar o conhecimento e corrigir o que entender necessário. Mesmo estando em atividade no futebol brasileiro antes de assumir o Flamengo, o treinador se dedicava exclusivamente ao Fortaleza e, por isso, tem pouco conhecimento sobre as “novidades” do Rubro-Negro.

Para o confronto contra o Santos, por exemplo, Rogério Ceni não terá Gustavo Henrique, suspenso: o zagueiro agrada bastante o técnico, principalmente nos treinos. Desta forma, Natan disputará uma vaga com Léo Pereira, já que Rodrigo Caio é tido como titular absoluto. 

Como aproveitar o melhor Vitinho?

Outro jogador que vem agradando a Rogério Ceni é Vitinho. O atacante, inclusive, tem recebido atenção especial do novo comandante durante os treinos. O desafio de Ceni, no entanto, é achar uma maneira de contar com o melhor do atleta em um momento de muitas críticas da torcida. 

Contra o Racing, por exemplo, o fato de ter substituído Arrascaeta e Everton Ribeiro de campo para deixar Vitinho, que acabou perdendo duas grandes oportunidades, irritou a torcida. Não é de hoje que os rubro-negros esperam mais do camisa 11, e as muitas cobranças têm sido uma constante nesse sentido.

A decisão surpreendeu até mesmo o elenco, que não entendeu a opção do treinador. No entanto, conforme trouxe a reportagem da Goal, Ceni tem o respaldo dos principais líderes do time, que gostam do trabalho do técnico.

Dos sete jogos de Rogério Ceni no comando do Flamengo até aqui, Vitinho foi utilizado como titular em cinco – contra Racing (volta), São Paulo (os dois jogos), Atlético-GO e Coritiba. Contra o Racing, na Argentina, e o Botafogo, ele entrou no decorrer da partida. 

Mas o que Ceni vê em Vitinho? O treinador aprecia as características do atacante, de velocidade, drible e os chutes de média e longa distância. O grande problema é que o torcedor hoje não está na mesma sintonia. 

Diante deste cenário, Ceni vai precisar administrar o desejo que tem de sempre contar com Vitinho enquanto a torcida já não tem tanta paciência para o camisa 11. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui