Braz acha “loucura” pagar R$ 1,5 milhão de salário e Flamengo deixa caminho aberto para Palmeiras fechar negócio

Investimentos do Rubro-Negro na próxima temporada devem ser reduzidos por fatores econômicos

O planejamento do Flamengo será refeito a partir do momento em que a equipe carioca foi eliminada precocemente em duas das três competições mais importantes da temporada. Com este ano atípico, sem a presença da Nação no Maracanã por conta da pandemia do novo Coronavírus, as contas precisarão ser calculadas novamente.

Um dos jogadores que não deve ficar em 2021 é o atacante Pedro Rocha. Contratado para ser uma opção pelos lados do campo, o atleta não correspondeu ao investimento feito pelo Flamengo, que contratou o jogador por empréstimo após uma boa temporada se destacando vestindo a camisa do Cruzeiro.

Além disso, a reportagem do site Bolavip Brasil faz uma atualização sobre outras negociações que passarão pelo departamento de futebol:

Lincoln – Totalmente fora dos planos e a venda irá acontecer.
Michael – Se não mostrar nada até o final da temporada, o clube analisará proposta para negociá-lo.
Vitinho – O clima para o jogador piorou demais após falhas do atacante nos jogos decisivos. Então, o Fla também pretende negociá-lo.
Léo Pereira – Há o interesse do Benfica, que fica mais forte depois do Santos vetar novamente a venda de Lucas Veríssimo. Portanto, deve chegar uma proposta.
Pepê – Não deve renovar.

O Bolavip também traz a informação de que o atacante Hulk, que está de saída do futebol chinês, não deve vestir a camisa do Flamengo. Embora vários atacantes deixem o clube para 2021, o alto salário do ex-jogador da Seleção Brasileira impede a chegada do jogador na Gávea. Portanto, Hulk não deve ser reforço por conta da questão econômica.

Clubes como o Palmeiras e o Atlético-MG estariam mais engajados em fechar a contratação do atacante, que pode ser o mais novo atleta badalado a desembarcar no futebol brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui