Afastado do elenco profissional do Flamengo, Lincoln treina com jogadores da base nesta segunda-feira

Atacante "desceu" para treinar na categoria de base após descumprir orientação de reforçar o time Sub-20 na última semana; Pafos, do Chipre, tem acordo com o Rubro-Negro para contratar o jovem

A situação de Lincoln no Flamengo está cada vez mais insustentável. Depois de o jogador e seus representantes não aceitarem a orientação da diretoria de “descer” para reforçar o Sub-20 em um jogo do Brasileirão da categoria, o atacante foi afastado do elenco profissional na categoria de base desde então. Nesta segunda-feira, segundo apurou a reportagem, o jovem de 19 anos (completa 20 no próximo dia 16) participou da atividade comandada pelo técnico Leonardo Cherede com outros nove atletas do Sub-18 que não costumam ser relacionados para jogos, no Ninho, e estava com cara de poucos amigos.

Na quinta-feira, após se negar a viajar para reforçar o Sub-20 do Flamengo contra o Bahia, em Salvador, Lincoln foi advertido e liberado da atividade do profissional. Na sexta e no sábado participou do treinamento com o Sub-20 e não foi relacionado para o confronto com o Vitória, na Gávea, no último domingo. Enquanto isso, o zagueiro Noga, o lateral-esquerdo Ramon e o atacante Lázaro, que não foram convocados por Rogério Ceni para o duelo com o Botafogo pelo profissional, estiveram em campo pelo Sub-20.

Lincoln está sem clima no Flamengo e tem a chance de deixar o clube nos próximos dias. O Pafos, do Chipre, entrou em acordo com a diretoria rubro-negra e pagará US$ 4 milhões, cerca de R$ 20 milhões, por 75% dos direitos econômicos, em oito parcelas. Entretanto, a negociação para ser concretizada precisa do aval do atacante, que a princípio não gostaria de atuar no Chipre.

Porém, diante dos últimos ocorridos, os representantes de Lincoln, que antes descartavam qualquer possibilidade de negociação com o Pafos, agora admitem ouvir o que o clube do Chipre tem para oferecer ao atacante. Segundo apurou a reportagem, o time cipriota oferecerá quatro anos de contrato, vencimentos milionários, luvas, casa e carro pagos pelo time.

Os agentes de Lincoln aguardam a proposta oficial nas próximas horas para conversar com o jogador e a sua família.

ROTA DE COLISÃO:

A relação entre Victtão Remiro, empresário de Lincoln, e Bruno Spindel, diretor executivo do Flamengo, desandou. Os dois discutiram feito em ligação por telefone, com direito a xingamentos das duas partes, e ameaça do dirigente rubro-negro de afastar o jogador, caso ele não cumprisse a orientação de reforçar o Sub-20, que acabou se concretizando.

Inclusive, no último sábado, Victtão emitiu uma nota oficial, repudiando as atitudes da diretoria e dizendo que as conversas seriam com Marcos Braz e Rodolfo Landi, vice de futebol e presidente do Flamengo, respectivamente.

O clima entre Flamengo e representantes de Lincoln não é das melhores desde quando o VP de Relações Externas, Luiz Eduardo Baptista, o Bap, criticou publicamente o atacante, dizendo que se fosse outro jogador no lance contra o Liverpool, na final do Mundial, a história poderia ter sido diferente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui