Dome externa irritação e peita Flamengo por atraso na rescisão de R$ 12 milhões; bastidores na Gávea pioram com queda na Libertadores

Dome não deixa o Rio enquanto Flamengo não quita pendência

O Flamengo vive uma situação que faz lembrar a calamidade do futebol carioca dos anos 90, quando eram comuns problemas de pagamentos. Após demitir o técnico Domènec Torrent, no início do mês de novembro, a diretoria Rubro-Negra ainda não acertou a multa indenizatória com o treinador espanhol. O valor previsto em contrato era em torno de R$ 12 milhões, (2 milhões de euros).

O treinador não deixou o Rio de Janeiro ainda, pois está à espera do pagamento. O treinador acompanhou as eliminações de competições que certamente renderiam um substancioso dinheiro ao clube, capaz de ajudar na resolução da dívida com o espanhol, no caso, a saída da Copa do Brasil, em queda diante do São Paulo e a eliminação nas oitavas de final na Libertadores, na derrota para o Racing-ARG.

O Flamengo já acionou seu departamento jurídico para que se iniciem tratativas para solucionar a pendência. O objetivo do clube é pagar a multa de Dome de forma parcelada. Contudo, o técnico está inflexível, pois quer receber de maneira integral o que lhe é de direito.

Pelas percepções do Mengo, as negociações estão evoluindo, e o ex-treinador no Mais Querido terá todos os valores acordados, quitados. Dome ficou à frente do clube da Gávea agosto a novembro.


Eliminado da Copa do Brasil e da Taça Libertadores da América, o Flamengo em apenas o Campeonato Brasileiro para a missão de salvar a temporada. No Brasileirão, o clube está na terceira colocação na tabela, com 39 pontos, a dois pontos do vice-líder, São Paulo(41), e a 3 do líder Atlético Mineiro(42). O próximo compromisso do Rubro-Negro é contra o Botafogo, em clássico carioca que acontece no domingo(5), no estádio Nilton Santos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui