Após coletiva de Ceni, diretoria do Fla faz reunião nos bastidores e indica futuro do treinador

Comandante foi muito questionado nas redes sociais pela Nação após jogo que decretou a eliminação do Flamengo

O Flamengo precisava apenas de uma vitória simples por qualquer placar para avançar às quartas de final da Copa Libertadores da América. O atual campeão recebeu o Racing, no Maracanã, e foi surpreendido pelo time argentino, que conseguiu a vaga para o grupo dos oito melhores da competição nos pênaltis.

Após a partida, o técnico Rogério Ceni tentou explicar a saída de Everton Ribeiro e Arrascaeta. Eu tirei para ter mais velocidade, isso tem que ressaltar, ficamos sem dois zagueiros, jogamos com Arão centralizado e a gente arriscar tudo e conseguir chegar ao empate. Conseguimos a velocidade pelos lados, a jogada com Diego”.

Bastante criticado pelas opções dentro dos 90 minutos, o treinador lamentou a derrota nos pênaltis. Willian Arão, que marcou o gol no tempo normal, perdeu a penalidade. “Se o resultado nos pênaltis tivesse sido diferente seríamos tratados como herois, como não conseguimos temos que dar explicações”, frisou.

Ceni exaltou o grupo de jogadores e deu moral ao elenco apesar da eliminação sofrida em pleno Maracanã.“É sempre um orgulho trabalhar com gente desse nível, atletas desse nível, o resultado final não reflete nem de perto o que esse time produziu no dia de hoje”, concluiu. Mesmo com a eliminação, segundo a informação do site Bolavip Brasil, Rogério deve seguir no comando do Flamengo.

Ficha técnica

Motivo: Oitavas de final da Copa Libertadores
Local: Maracanã (RJ)

Flamengo – Diego Alves; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Vitinho e Bruno Henrique

Racing – Arias; Fabrício Dominguez, Sigali, Nery Dominguez, Soto e Mena; Reniero, Miranda, Rojas e Fértoli; Lisandro López

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui